ACM Neto projeta início da fase 2 de retomada para segunda (10)

coronavírus
04.08.2020, 11:39:00
Atualizado: 05.08.2020, 17:04:59
(Marcela Vilar/CORREIO)

ACM Neto projeta início da fase 2 de retomada para segunda (10)

É preciso que taxa se mantenha pelos próximos dias, diz prefeito

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O prefeito ACM Neto afirmou, nesta quarta-feira (4), que a expectativa é de que Salvador consiga passar mais três dias nesta semana com taxas de ocupação de UTIs para covid-19 igual ou abaixo de 70%. Se assim se mantiver, isso permitirá o início da fase 2 da retomada econômica, que contempla bares, restaurantes, academias, salões de beleza e outras atividades.

“Caso consigamos os três dias que faltam ainda essa semana, a retomada vai ser na segunda [10]. Já tínhamos chegado a essa a conclusão pra evitar aglomeração no Dia dos Pais, no domingo. A pior coisa é se a gente abre com aglomeração por causa do Dia dos Pais", considerou o prefeito, que comentou sobre o assunto no bairro do Comércio, durante lançamento de medidas para recuperar o turismo.

No fim da tarde desta quarta, a taxa de ocupação das UTIs ficou em 68%, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab).  Segundo o protocolo conjunto elaborado pela prefeitura e governo estadual, são necessários 14 dias de espaçamento entre as fases de retomada. Os shoppings da capital reabriram há duas semanas.

Para que o segundo momento da reabertura tenha início, é preciso que a taxa de ocupação dos leitos de UTI para Covid-19 fique em no máximo 70% por cinco dias, que podem ser contados, inclusive, dentro das duas semanas de intervalo entre as fases. 

ACM Neto disse que vai aguardar pelo menos mais um dia com a taxa abaixo dos 70% para divulgar os protocolos sanitários para reabertura de bares, restaurantes, salões de beleza e academias. Inicialmente, a previsão era de que ele publicasse os protocolos nesta terça passada (3). De acordo com a prefeitura, os protocolos de cada setor serão divulgados nesta quinta-feira (5) durante a entrega dos novos viadutos do sistema BRT, na Av. ACM.

Donos de bares e restaurantes poderão nessa retomada usar espaço público para colocar mesas e cadeiras. Alguns estabelecimentos já começaram a pedir autorização à Prefeitura para isso.  A permissão é concedida pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), possibilitando que esses empreendedores tenham mais espaço para garantir o distanciamento de um metro e meio entre as pessoas com a utilização de área aberta, o que é mais seguro neste momento em que ainda não há vacina contra o novo coronavírus. 

Dona do restaurante que leva seu nome no bairro do Rio Vermelho, a chef Tereza Paim diz que já adaptou o espaço e reduziu em mais de 50% as vagas para clientes. Dos 220 lugares antes disponíveis, só 100 serão utilizados a partir da liberação de funcionamento. A proprietária defende que os estabelecimentos já poderiam abrir neste domingo comemorativo, já que os bares e restaurantes já apresentaram propostas de protocolos à prefeitura e vêm se preparando para a volta. 

Já Leonardo Daltro, proprietário do Dendê Gastronomia, no Costa Azul, prefere esperar um pouco mais e, embora esteja ansioso, não pretende abrir de imediato. "Preferimos ter um pouco mais de cautela. Não queremos abrir assim que o prefeito liberar porque tem a questão da preparação da casa, das medidas de segurança, reposição de estoque, finalizar melhorias. Vamos seguir investindo no delivery e esperar uma semana, uma semana e meia, para ver como a população vai se comportar", conta.

O empresário está de olho na taxa diária de ocupação das UTIs e teme que ela possa aumentar e o setor ter que fechar novamente, o que considera ruim. "A gente já vem num momento difícil, então se reabrir e depois de 15 dias tiver que fechar de novo é pior", opina ele. Se tudo ocorrer bem, Daltro pretende deixar o estabelecimento aberto só às sextas, sábados e domingos porque entende que os clientes também então se segurando mais para não gastar e não compensaria abrir o restaurante todos os dias.

Proprietário da Barbearia das Estrelas, no bairro de Águas Claras, Edson da Paz diz que está com as expectativas altas para a reabertura a partir de segunda-feira. “Os clientes estão me procurando, estão querendo fazer os serviços de beleza. É uma necessidade”, diz.

Mesmo sem os protocolos estabelecidos pela prefeitura virem a público, o barbeiro conta que já está na preparação para levantar as portas do estabelecimento. Ele adquiriu tapetes sanitizantes para a entrada e pretende comprar um medidor de temperatura. Segundo Edson, sua barbearia já funcionava com agendamento e agora ele pretende reforçar este sistema para evitar que clientes fiquem simultaneamente no espaço e não exista fila de espera. 

Colaborou Hilza Cordeiro

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas