ACM Neto tem 75,2% de aprovação, diz pesquisa

bahia
12.12.2019, 05:00:00

ACM Neto tem 75,2% de aprovação, diz pesquisa

Popularidade do prefeito é maior entre jovens, aponta Instituto Paraná

A gestão do prefeito ACM Neto (DEM) conta com a aprovação de 75,2% dos eleitores de Salvador. De acordo com levantamento do instituto Paraná Pesquisas, divulgado ontem, outros 21% dos soteropolitanos reprovam a administração municipal  e 3,8% não sabem ou não opinaram. A pesquisa ouviu 813 eleitores,  com 16 anos ou mais, entre os dias 5 a 9 de dezembro. O levantamento  tem grau de confiança  de 95%, com margem de erro de 3,5 pontos percentuais.

Quando o entrevistado é convidado a classificar a administração em categorias, há 59,7% que respondem que o democrata  tem uma gestão “ótima” ou “boa”. Para 26,6%, a capital baiana  tem um comando “regular”. E 12,1% acham que a administração de Neto é “ruim” ou “péssima”.

Em seu sétimo ano de governo, o prefeito ACM Neto é melhor avaliado entre os homens:  78,2% aprovam a gestão do democrata. Outros  18,5% reprovam. Entre o público feminino,  a aprovação chega a 72,7%. Já a reprovação é de 23,1%. 

Os dados da pesquisa indicam ainda que o prefeito é mais  bem avaliado por soteropolitanos  mais jovens, de 16 a 24 anos. Nessa faixa etária, 77,1% dos entrevistados aprovam o mandato de Neto até agora.  

A consulta do Instituto Paraná revelou também  que a gestão de ACM Neto tem maior aprovação (77,6%)  entre os eleitores com ensino fundamental.  Entre os de ensino superior, a aprovação oscila para 74,4%. 

De acordo com a pesquisa, o  prefeito influenciaria positivamente o voto para a maioria dos eleitores da capital baiana.  Para 52,3% dos soteropolitanos, o aval do democrata para um candidato ajudaria esse nome nas urnas, enquanto 15,6% dos entrevistados acham que esse apoio diminuiria a chance de um candidato receber o voto na sucessão de 2020. 

Para 30,3% dos eleitores,  o apoio do prefeito de Salvador  não faria diferença nas eleições municipais do ano que vem, e 1,8% não souberam ou não opinaram.

Governo do Estado 

Em seu segundo mandato, o governador Rui Costa (PT) tem  sua gestão aprovada por 73,3% dos eleitores da capital baiana.  Outros 22,3% dos eleitores reprovam o petista e 4,4% não souberam ou não opinaram.

Do total de entrevistados, 20,5% acham a gestão do petista "ótima" e 36,7% dizem que é "boa". Na outra ponta, 12,2% afirmaram que  o governo é "ruim" ou  "péssimo",  A avaliação "regular" foi atribuída por 29% das pessoas enquanto 1,6% não souberam ou não responderam. 

A pesquisa mostrou ainda que a  gestão do petista tem aprovação de 80,1% dos eleitores homens. Entre as mulheres, a aprovação de Rui é bem menor: 67,8%. Nessa faixa, a reprovação dele é de 26,8%.  

O governador  é melhor avaliado na faixa de eleitores de 45 a 59 anos (75,2% aprovam o governo) e com 60 anos ou mais (75,2%).   

A exemplo do prefeito ACM Neto, a gestão de Rui também tem maior aprovação junto aos eleitores com ensino fundamental: 75,3% aprovam o governo. Entre os eleitores com ensino superior, a aprovação cai para 69,2%. 

Empate técnico para prefeito de Salvador

O Instituto Paraná testou alguns cenários  para a corrida eleitoral do ano que vem em Salvador.  No primeiro deles, com 11 candidatos na disputa  pelo Palácio Thomé de Souza,     o deputado federal Sargento Isidório (Avante) aparece com 18,2%, em empate técnico com  o vice-prefeito Bruno Reis (DEM), que tem 16,8%, e com a deputada federal do PSB e ex-prefeita Lídice da Mata (13,7%). 

Em outro cenário, sem Bruno Reis na disputa, Isidório também lidera, com 20,5%. Lídice aparece com 14,4% e Nelson Pelegrino (PT)  soma 9,6%. A  pesquisa ouviu  813 eleitores  e a margem de erro é de 3,5%, para mais ou para menos. 

Em uma outra enquete, sem Lídice no páreo, Isidório soma  24,7%. Bruno Reis tem 20,9%  e Olívia Santana (PCdoB) 12,1%. Em outro cenário sem Bruno Reis e Lídice, Isidório aparece com 26,9% e Olívia tem 12,7%.   

O levantamento realizado pelo Instituto Paraná aponta que 62,1% dos eleitores de Salvador ainda não sabem em quem vão  votar  para prefeito nas eleições do ano que vem. Na pesquisa espontânea - em que os entrevistados indicam suas intenções de voto sem ver nenhuma lista de candidatos -  o prefeito ACM Neto, que não pode concorrer, é o mais citado, com 18,7%. O vice-prefeito Bruno Reis  soma 2,2%. Na sequência, aparecem o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, com 0,9%,  e o deputado federal Sargento Isidório (Avante), com 0,7%.

Rejeição 

O levantamento também mediu o potencial eleitoral dos possíveis candidatos.  O vice-prefeito aparece com a menor taxa de rejeição. De acordo com o levantamento, 35,3% dos eleitores disseram que “não votariam nele de jeito nenhum para prefeito de Salvador”.  As taxas de rejeição dos  demais são as seguintes: Guilherme Bellintani (46,6%),  Sargento Isidório (46,9%), Lídice da Mata (55,4%) e Nelson Pelegrino (57,8%).

Ainda segundo a pesquisa o presidente do  Bahia é o mais desconhecido entre os cinco listados no levantamento: 21,5% dos eleitores disseram não conhecê-lo o suficiente para opinar.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas