Adolescente é repreendida por estar sem sutiã na escola

bazar
16.04.2018, 18:19:00
(Foto: Reprodução/Twitter)

Adolescente é repreendida por estar sem sutiã na escola

Caso aconteceu nos Estados Unidos com a estudante Lizzy Martínez

Uma adolescente de 17 anos fopi chamada na direção de sua escola, na Flórida, nos Estados Unidos porque estava sem sutiã.  A americana Lizzy Martínez vestiu uma camiseta larga de manga comprida cinza e foi para a aula no colégio Braden River. E foi chamada à sala da diretora com a acusação de estar distraindo os outros alunos porque seus mamilos marcavam a camiseta. A escola onde Lizzy estuda não tem obrigatoriedade de uniforme.

Segundo a estudante, a diretora teria dito que “tapasse e escondesse seus seios” e pediu para Lizzy vestir outra camiseta sob a cinza. Além disso, mandou a adolescente à enfermaria para ela colocar tiras de esparadrapo sobre os mamilos. A garota disse ter se sentido humilhada, começou a chorar e voltou para casa, de acordo com o El País.

A mãe dela foi à escola reclamar e disse não ter recebido nenhum pedido de desculpas. Segundo a publicação, a garota resolveu que não vai usar sutiã até que a escola lhe peça desculpas. 

O departamento de educação da cidade lamentou e disse que a situação poderia ter sido resolvida de outra forma, mas enquadrou Lizzy no código de de regimento escolar. Ela teria descumprido regra de "limpeza e esmero".

Nas redes sociais, Lizzy expôs a escola, pediu que parassem de sexualizar seu corpo e promoveu um boicote ao sutiã pedindo que meninas também não usassem a peça e que meninos colocassem curativos no lugar dos mamilos sobre a camiseta. 

Lizzy também lembrou que o colégio já havia cometido outra gafe. Em 2017 um garoto foi impendido de entrado no baile da escola por estar com um sapato que não fazia parte do código. NO entanto, os sapatos eram essenciais para uma deficiência que o estudante possui.