Afro Fashion Day leva 65 modelos negros ao Terreiro de Jesus

entretenimento
25.11.2019, 05:50:00

Afro Fashion Day leva 65 modelos negros ao Terreiro de Jesus

Seis deles venceram seletivas com quase mil concorrentes; desfile acontece neste sábado (30), a partir das 14h

Eles precisaram respirar fundo, manter a concentração e impressionar o júri e a plateia para garantir a vaga no Afro Fashion Day. Agora, a poucos dias do desfile na passarela mais negra do Brasil, o desafio parece se repetir para os seis jovens modelos aprovados nas seletivas. Nem mesmo a passagem pelas oito etapas do processo, e o fato de ter conquistado o lugar disputado por quase mil candidatos, são motivos de tranquilidade para eles. Muito pelo contrário. 

"Estaremos lá representando e honrando todos aqueles que não conseguiram, a responsabilidade é enorme", diz Thainá Monteiro, 19 anos, primeira colocada no feminino. Além dela, foram aprovadas na final Ingrid Ramos,17, e Rute Batista, 22, no segundo e terceiro lugar. No masculino, a lista foi encabeçada por Nicolas Ribeiro, 17, seguido de Luís Eduardo Rocha, 23, e Antônio Carlos Lima, 25. O casting do Afro Fashion Day é formado ainda por outros 59 modelos, de 15 agências locais (veja lista com todos os nomes no fim desta reportagem).

Luís Eduardo Rocha, 23 anos, segundo colocado no masculino (Foto: Betto Jr./CORREIO)

Segundo lugar no masculino, Luís Eduardo Rocha, 23, sabe que o importante é continuar imprimindo sua marca na hora em que os olhares e holofotes estiverem voltados para ele, e garante que não vai abrir mão disso na passarela mais negra do Brasil.

"Hoje minha marca é chegar na frente da passarela e fazer uma pose diferente. Já é de mim. Não me sinto confortável só em parar lá na frente, e voltar. Eu sempre bato na tecla da identidade, do diferencial. Não adianta só manter a postura e o carão por três segundos, você tem que mostrar sua marca lá na frente", argumenta. 

Quem vê ele assim, todo seguro de si, não imagina que ele se considera uma pessoa "extremamente tímida". "Mas me jogo, com ou sem timidez", diz rindo, sem dar detalhes do que pretende fazer no sábado (30), durante o desfile no Terreiro de Jesus. 

Thainá Monteiro, 19 anos, primeira colocada no feminino (Foto: Betto Jr./CORREIO)

Foi um pensamento parecido que motivou Thainá Monteiro a apostar todas suas fichas na semifinal das seletivas, quando foi solicitado a cada modelo que usasse um look que transmitisse sua personalidade. A semifinal contou com 80 candidatos, dos quais 30  passaram para a grande final, que elegeu os seis modelos apresentados aqui.

Thainá durante a semifinal da seletiva do Afro Fashion Day, em outubro, no auditório da Rede Bahia (Foto: Betto Jr. /CORREIO)

Para conquistar seu lugar, a modelo de 19 anos, moradora da Caixa D´água, investiu em um short curto, uma blusa transparente colada ao corpo e um blazer. Até o momento do desfile frente aos jurados, hesitou se abriria o blazer ou não. "Fui sem sutiã, e só tomei coragem na hora, porque também sou extremamente tímida. O caminho todo me perguntei se conseguiria. Todo o processo das seletivas foi muito bom para mim. Na primeira etapa, no Curuzu, eu cheguei a ficar com falta de ar de tanto nervoso", lembra.

Única modelo dos seis aprovados a tentar por três anos as seletivas do Afro Fashion Day, ela sabe que a ousadia e atitude não podem faltar na hora do desfile. “Uma coisa que minha mãe sempre me diz é pra ter atitude, justamente porque sou tímida. Ganhei essa confiança. O Afro representa minha beleza, meu povo. Em casa, com salto, eu treinava para manter a postura. Assisti às outras edições do desfile e das seletivas para poder chegar onde estou", conta. 

A participação em concursos de beleza, no entanto, não é novidade para nenhum deles. Terceiro lugar no feminino, Rute Batista, 22 anos, conquistou a mesma posição no Beleza Black 2019. O evento, promovido pela agência One Models, de André Menegry, é um dos mais disputados por modelos negros do país. "Lá, ganhei encorajamento para identificar quem eu sou em relação às minhas matrizes, à minha origem. Quando a gente pensa sobre isso, a gente leva isso para passarela", diz a moradora de Periperi. 

Rute Batista, 22 anos, terceira colocada no feminino (Foto: Betto Jr./CORREIO)

A experiência ajudou na consciência de que mesmo disputado havia espaço para ela no Afro Fashion Day. "Na semifinal, fui de shortinho, com um top de gola alta, mostrando minha barriga. Segui o conselho de Pepê Santos, que é um booker importante, de valorizar meu corpo. Inclusive, minha barriga foi elogiada pra caramba", recorda, rindo.

Brincadeiras à parte, desfilar no evento realizado pelo CORREIO é uma questão de honra."O Afro Fashion Day mudou minha visão sobre quem eu sou como negra, como mulher empoderada e que resiste”, complementa Rute.

Nicolas Ribeiro, 17 anos, primeiro colocado no masculino (Foto: Betto Jr./ CORREIO)

E isso é algo forte principalmente entre os modelos mais jovens. Nicolas Ribeiro e Ingrid Ramos, ambos de 17 anos, veem no desfile a primeira grande oportunidade de suas carreiras. "Sabemos que o preconceito racial é vigente, e que infelizmente um grupo é julgado menos capaz ou menos merecedor somente pela cor de sua pele. Eventos como esses é que representam quem somos, e que exaltam todas nossas possibilidades, seja enquanto modelo, enquanto estilista, enquanto produtor", destaca Nicolas, que é integrante do projeto cosial Jovens Periféricos. "Minhas amigas sempre dizem 'representa a gente lá', e eu vou fazer isso por elas e por todos aqueles que não conseguiram ainda e têm esse sonho", complementa Ingrid.

Ingrid Ramos, 17 anos, segunda colocada no feminino (Foto: Betto Jr./CORREIO)

Mais velho dentre os modelos aprovados nas seletivas, Antônio Carlos Lima vê no Afro Fashion Day a possibilidade de voltar a modelar. É que ele se afastou desse mundo, depois que precisou começou a trabalhar com vendas. Conciliando as duas coisas, ele se submeteu às oito etapas do processo por indicação de Sivaldo Tavares, da PJT Models. Foi ele quem disse que era hora do jovem voltar a "mostrar as caras", e que indicou o Afro como uma excelente vitrine. "Foi uma surpresa muito boa passar por todas as etapas", diz, agradecido. Agora, é esperar para ver o que todos eles têm a mostrar no sábado.

O Afro Fashion Day é uma realização do jornal Correio, com o patrocínio do Salvador Shopping, apoio institucional da Saltur, Vem Pro Centro, Pelourinho Dia & Noite e Prefeitura Municipal de Salvador, apoio Instituto ACM e Salvador Bahia Airport e parceria Sebrae, Melissa, Vizzano e Imaginarte.

Antônio Carlos Lima, 25 anos, terceiro colocado no masculino (Foto: Betto Jr./CORREIO)

DAFNY
Simone Pereira 

MODEL CLUB
Vanessa Amorim 
Thayná Cruz 

MEGA MODEL 
Caliane do Vale 
Dhailamar Silva
Geise Dias 
Michelle Marie 
Ícaro Jorge 

VIVALDO MARQUES
Monique Menezes 
Elisa Braga 
Melissa Moreno 
Thaina Souza
Ivan Lima 
Willy 
Victor Hugo

BI PRODUÇÕES 
Paula Margareth 
Grazi Muniz 
Rejane Santos 
Catharine Santana 
Renata Trindade 
Debert 

JOVENS PERIFÉRICOS 
Camile Victoria 
Jadison Palma 
Jeferson Brandão 

FOCUS
Iasmin Vitória 
Jonas Bueno  
Albert Dias 

PJT
Neilton Ajhoir 
Edilene de Matos 
Vitória Anjos 
Gisely Rodrigues 
Denilson Cerqueira 
Evandilson 

XTREME 
Boanerges

SEVEN TWO 
Lorena Lopes 

HOME MODEL 
Karol Silva 

LÉA MATOS
Malu Andrade

RAí SILVA 
Elton Teixeira

THE AGENT 
Ramon de Jesus 

ONE
Leideane Oliveira 
Adriele Peixoto
Vitoria Pereira 
Kelly Cristina 
Marielle Paixão 
Átina Ule 
Joice Simas 
Grazi Gomes 
Sophia Laura
Matheus Luiz 
Nereu Silva 
Jadson Souza 
Antonio Carlos
Juan Carlos 
Daniel Santos 
Lucas Monthy 
Rafael Costa 


Tarsila 
Matheus Cruz  


PASSARELA NEGRA
O quê Afro Fashion Day 2019
Quando Sábado (30), 14h; desfile a partir das 16h
Quanto  Gratuito
Atrações  Espaço Kids, com o Clubinho da Tia Lalala, comandado por Najara Black | Edição especial da Feira da Sé, com várias marcas presentes no desfile comercializando suas criações 
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas