Agenda cultural de Salvador está agitada em janeiro; veja opções

sua diversão
04.01.2022, 06:00:00
De máscara, clientes compram fichas durante show no Largo da Tieta, no Pelourinho (Foto: Mateus Ross/Divulgação)

Agenda cultural de Salvador está agitada em janeiro; veja opções

Separe o seu kit Verão: ingresso, vacina e máscara

Luiz Caldas, ÀTTØØXXÁ, Olodum voltando com a Terça da Bênção, Pitty, Jota Quest, BaianaSystem, Timbalada com o retorno de Denny, Péricles, Bell Marques, Harmonia retornando com a Melhor Segunda-feira do Mundo, Léo Santana voltando com o Baile da Santinha, Gal Costa no TCA, concertos da Osba, segunda edição do Camarote da Rainha com Daniela Mercury e muito mais. Toda essa lista é para constatar o óbvio: o mês de janeiro está recheado de eventos em Salvador, marcando a intensidade da retomada para o setor.

O Olodum volta com a famosa Terça da Bênção nesta terça-feira (4), no Largo da Tieta, no Pelourinho, voltando aos palcos desde 11 de fevereiro de 2020, quando realizou o último show antes da pandemia, com participação de Daniela mercury. A aposta do grupo é a canção Lindo Demais, lançamento para o Verão de 2022. Para além da aposta, os cantores Lazinho, Matheus e Lucas prometem um repertório com os clássicos da banda. Está será a 32ª edição do evento, que acontece desde 1989.

Sócia da Tom Tom Produções, produtora que trará Gal Costa para Salvador nos dias 29 e 30 de janeiro, Ju Velloso afirma que esperou o máximo de tempo que foi possível para analisar tanto o cenário de público quanto o sanitário antes de decidir retomar as atividades da empresa, que ficou parada por quase dois anos. O último evento produzido pela Tom Tom foi, justamente, um show de Gal no dia 14 fevereiro de 2020, pouco antes do início da pandemia.

"Achamos mais criterioso esperar por um tempo a mais antes de retornar. A venda está um sucesso, esgotou no primeiro dia e abrimos uma nova data no dia 30. Esperamos que dê para todo o mundo assistir", afirmou.

Decreto Renovado
Desde o ano passado a cidade vem recebendo eventos de maior porte. O decreto estadual assinado pelo Governador Rui Costa nesta terça (4) manteve autorização para eventos com até 5 mil pessoas na Bahia. Também estão mantidos a obrigatoriedade da comprovação da vacinação contra a Covid-19 e o uso de máscaras. 

A atualização do decreto estabelece uma nova referência para impor a restrição de eventos com, no máximo, 100 pessoas. Esta limitação de público será válida, a partir de agora, nos municípios que fizerem parte da macrorregião de saúde em que a taxa de ocupação de leitos de UTI Covid se mantenha, por cinco dias consecutivos, superior a 75%. Antes, a referência era de 50% de ocupação dos leitos. O decreto tem validade até o dia 14 de janeiro.

Com isso, desde dezembro foram realizadas uma série de festas e festivais na Bahia, caso do Afropunk, sediado no Centro de Convenções, e o Pida Music Festival, que teve 9 dias de atrações na Arena Fonte Nova. 

Diretora executiva da Orquestra Sinfônica da Bahia, Alessandra Serra disse que a Osba optou pela cautela e, mesmo com as liberações, segue pregando o receio como guia para fazer os eventos. Nesta semana, a Orquestra fará três concertos: sexta, sábado e domingo. Nos dois primeiros dias no Forte do Santo Antônio Além do Carmo, para 400 pessoas, e fecha a maratona com apresentação pelo Domingo no TCA.

"Tem sido algo que, principalmente, os músicos estão muito felizes. Tem sido maravilhoso ver as pessoas voltarem a frequentar, mas ainda temos receios. Agora, como teve a pausa de ano novo, teve gente que viajou, se encontrou com pessoas que não costumam ver sempre e aí testamos todo o mundo de novo com antígeno. Todo o mundo da banda tomou pelo menos a segunda dose, alguns da orquestra e equipe já tomaram a terceira", explicou a Alessandra.

dezembro
Gal Costa fará dois em dezembro, no Teatro Castro Alves (Foto: Manuela Scarpa/Divulgação)

Cuidados
As alternativas apontadas para manter os eventos como locais seguros são investir na fiscalização do uso de máscaras e da vacinação para dar acesso ao público. É isso que espera a analista de sistemas Maria Ferreira, 27, em seu primeiro show desde o início da pandemia. Após muita luta (e relutância), ela conseguiu comprar ingressos para ir com sua namorada para o show de Gal Costa, que embalou o início do relacionamento com a comunicóloga Sofia Santos. “Decidimos ir porque já tomamos as duas doses, temos previsão de tomar a terceira um pouco antes do show e será um momento de celebração depois de tudo isso que passamos”, contou Maria.

A analista confessa que está um pouco ansiosa e com medo de frequentar um ambiente com tanta gente - algo que não experimenta desde 2020. Desde então, o máximo que se aventurou foi a reuniões familiares e com amigas próximas. Até para voltar a restaurantes houve relutância. Uma situação bem diferente do personal trainer Vinícius Moreira, 24, que comprou ingresso para o Baile da Santinha, ensaio de verão do cantor Léo Santana que inicia na próxima sexta  (7). “No início da pandemia eu trabalhava em um mercado, então não parei, não tive como ficar em casa. Quando os shows voltaram, foi um grande alívio porque eu pude espairecer um pouco. Estou aproveitando tudo que posso”, disse.

No entanto, há entidades que pedem para que a fiscalização nos eventos seja intensificada por conta do alto número de pessoas que abrem mão dos protocolos sanitários dentro das festas. Segundo o Conselho Estadual de Saúde da Bahia, isso ficou explícito no final de ano. Presidente do CES-BA, Marcos Sampaio afirmou que uma série de festas aconteceram em conflito com o decreto anterior e citou que a flexibilização só é válida para cidades das regiões com taxa de ocupação dos leitos de UTIS menor que 50% por cinco dias consecutivos, o que não é o caso da capital, que vem registrando números maiores do que o determinado.

A instituição colheu os números da central de dados da Sesab e a região Leste, da qual Salvador faz parte, registrou ocupação muito acima do permitido para que eventos de 5 mil pessoas sejam liberados. 

“Com a chegada da Ômicron e com esse surto de gripe superlotando as unidades de saúde, esse ainda não é um momento propício para festas nestes locais, é isso o que diz o próprio decreto. Ninguém está à margem do decreto, ele precisa ser cumprido. Há 100 cidades em situação de emergência por conta das chuvas na Bahia e os serviços de saúde, nem público e nem privado, irão suportar a demanda dos reflexos disso. Precisamos ficar atentos em nome da preservação de vidas humanas”, disse Sampaio.

Especialistas pedem cuidado
Infectologista do Grupo Fleury, Celso Granato afirma que o relaxamento social em relação a protocolos de cuidados  contra a covid-19 foi um dos responsáveis pelo avanço veloz de doenças como a Influenza A (H3N2) e o próprio aumento no número de casos de coronavírus. Médico infectologista e professor na Escola Bahiana de Medicina e Faculdade de Medicina de Tecnologia e Ciência, Antônio Bandeira aponta que é preciso continuar atento a cuidados como distanciamento social, higienização das mãos e, principalmente, o uso da máscara. Tudo isso é fundamental, inclusive em eventos.

Ou seja: nada de ‘dar migué’ no uso. O correto para evitar o contágio e a disseminação do vírus é tirar somente para comer ou beber alguma coisa. Depois disso, é máscara no rosto novamente. No entanto, uma coisa é importante ser dita: todos os especialistas consultados pela reportagem foram taxativos ao dizer que em shows e eventos com circulação de pessoas, mesmo que mínima, não há garantias de evitar contágio. E também reiteraram que há chances de contaminação mesmo para pessoas vacinadas. Quem quer estar 100% protegido, portanto, não deve ir a eventos com tanta gente.

Para quem vai ficar na plateia de shows, teatros ou mesmo de cinemas, o recomendado é usar máscara do tipo PFF2, também conhecida como N95. É bom evitar o uso de máscara com válvulas porque elas não garantem a mesma proteção.

Agendão de janeiro em Salvador

Benção do Olodum | Dia 4 de janeiro a partir das 19h
Local: Praça Tieta, Pelourinho
Ingressos R$ 100,00 (meia) | R$200 inteira antecipada no site digita.com.br  
R$ 150 (meia) | R$300 inteira no local

Baile Pierrot, com Gerônimo e Bailinho de Quinta | 8 de janeiro, a partir das 17h
Local: Área de eventos da Igreja do Santo Antônio Além do Carmo
Ingressos: R$ 80 pelo Sympla ou na sede da Diva Entretenimento, no Piso L1 do Salvador Shopping

Baile da Santinha | 7, 14 e 21 de janeiro
Onde: Parque de Exposições
Ingressos: R$70 (Pista), R$150 (Camarote), R$250 (Backstage)
Passaporte para todas as edições: R$180 (Pista), R$400 (Camarote), R$700 (Backstage)

Bailaum BLVCK BVN, do ÀTTØØXXÁ | 8 de janeiro
Local: Trapiche Barnabé (Comércio)
Data/Hora: 08/01, a partir das 17h
Ingresso: R$ 25 (meia) R$ 50 (inteira)
Vendas na Sympla:

Circuito Musical de Verão | 8, 15 e 22 de janeiro
Lineup
:  AnaVitória e Nando Reis (08.01)
Pitty e BaianaSystem (15.01)
Titãs e Jota Quest (22.01)
Onde: Centro de Convenções de Salvador
Ingressos: Inteira R$260 e meia R$130

Me Leva pro Bonfim: Péricles, Tiee e Grupo Revelação | 13 de janeiro
Onde: Arena Fonte Nova
Ingressos: R$70 (pista) e R$140 (Área VIP)
Vendas Físicas: Pida, Lojas Elegance e Balcão de Ingressos
Vendas Online: Sympla e Bilheteria Digital

Bonfim de Tarde, com Bell Marques e Harmonia do Samba | 13 de janeiro
Onde: Bahia Marina
Ingressos: R$150 (pista, meia) a R$580 (backstage open bar)

Festa da Magia: Luiz Caldas e Zeca Baleiro | 15 de janeiro
Arena Fonte Nova | Ingressos: R$80 a R$120, vendas no Sympla https://www.sympla.com.br/magia---luiz-caldas--zeca-baleiro__1418760

Ensaio da Timbalada | 16 de janeiro
Ingressos: R$150 (pista 1º lote) /
R$250 (camarote 1º lote) / R$300 (Lounge 1ºlote)
Vendas: através do site www.boratickets.com.br (incluindo taxa de serviço), loja Bora Tickets (Shopping da Bahia) e loja do Pida! (Salvador Shopping).

Melhor Segunda-feira do Mundo | estreia 24 de janeiro
Onde: Centro de Convenções de Salvador
Ingressos: R$70 (pista) a R$120 (área VIP)

Gal Costa no TCA | 29 e 30 de Janeiro
Ingressos: Filas de A a Z: R$ 200 (inteira) e R$ 100 (meia) 
Filas de Z1 a Z11: R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia) 
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas