Após perder Suárez, Barcelona confirma lesão grave de Dembélé

esportes
04.02.2020, 15:14:00
Atualizado: 04.02.2020, 15:14:22
(Foto: Shutterstock/Reprodução)

Após perder Suárez, Barcelona confirma lesão grave de Dembélé

Time pode contratar novo jogador mesmo com a janela fechada, mas há restrições; entenda

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Barcelona segue com a sina de lesões de seus atletas. Depois de ter Suárez afastado por quatro meses, em recuperação por uma cirurgia no joelho direito, o time catalão ganhou mais um grande pepino: um problema na coxa direita de Ousmane Dembélé.

"Os exames realizados na terça-feira em Ousmane Dembélé mostraram que o jogador tem uma lesão completa dos (músculos) isquiotibiais na coxa direita. Nas próximas horas, será tomada uma decisão sobre o tratamento a ser seguido para sua recuperação", afirmou o Barça em comunicado.

Ainda não se sabe quanto tempo o francês, de 22 anos, ficará afastado. Ele estava se recuperando de uma lesão no tendão da perna direita e, com o anúncio do novo problema, a imprensa internacional - como os jornais As, Marca e L'Equipe - começou a especular que a temporada para o jogador acabou.

Se a situação foi assim confirmada pelo Barça, fica ainda pior levando em conta o fechamento da janela de transferências, no último fim de semana. Ainda daria, porém, para contratar alguém, segundo o Marca, mas o clube teria que cumprir uma série de requisitos.

Primeiro, segundo o regulamento espanhol, um time pode contratar fora do período de negociações, mas só em casos que a recuperação da lesão do atleta seja de, pelo menos, cinco meses. Como não se sabe o tempo que levará para Dembélé voltar aos gramados, ainda é incerto se o Barcelona cumprirá essa regra.

Caso o período seja, de fato, de mais de cinco meses, é preciso um documento oficial que indique que o jogador foi lesionado depois do fechamento da janela. Esse comprovante só pode ser emitido junto com médicos parceiros das autoridades locais.

Se o Barcelona preencher os dois requisitos, há ainda mais um obstáculo: só é possível negociar com atletas que sejam "federados" na Espanha - ou seja, que não precisem de um certificado internacional de transferência.

Cumprindo todos os passos, o clube catalão terá até 15 dias para formalizar o pedido.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas