Após tentarem reproduzir jogo de Round 6, crianças vão para hospital 

entretenimento
21.10.2021, 19:15:41
Atualizado: 21.10.2021, 19:37:22
Série sul-coreana é a mais vista da plataforma (divulgação Netflix)

Após tentarem reproduzir jogo de Round 6, crianças vão para hospital 

Grupo de cinco alunos foi esmagado por crianças mais velhas na França; série da Netflix é classificada para 16 anos

Pedagogos, psicólogos e até o próprio autor da série já alertaram sobre a inadequação da Round 6, da Netflix, para o público infantil. Mas não adianta, a série classificada para 16 anos é a mais vista da plataforma de streaming.

Agora, o alerta faz mais sentido quando surge a notícia de que um grupo de cinco crianças foi levado a um hospital na França após serem esmagados por alunos mais velhos que tentavam reproduzir um dos jogos exibidos em Round 6. A informação é do jornal Le Parisien.

Segundo a publicação, que não informou qual dos jogos foi reproduzido, alunos do sexto ano surpreenderam um grupo de alunos da 3ª série em um corredor estreito. A situação ocorreu em 13 de outubro, quando os menores foram atendidos por médicos. De acordo com o Le Parisien, a situação "fugiu do controle" durante a suposta brincadeira, o que tornou o conflito violento. O colégio George-Sand, local em que o episódio ocorreu, confirmou ter iniciado três processos de expulsão contra os alunos que iniciaram a simulação da série.

A série sul-coreana Round 6 se tornou a mais vista da história da Netflix. Com problemas financeiros, os personagens arriscam a própria vida para concluir desafios, que resultam em situações violentas, em busca de um prêmio em dinheiro.

Veja o trailer:

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas