Bandidos invadem farmácia e fazem clientes e funcionários de reféns

salvador
09.07.2018, 05:43:50
Atualizado: 09.07.2018, 10:39:24
(Alberto Maraux/SSP)

Bandidos invadem farmácia e fazem clientes e funcionários de reféns

A polícia frustrou o roubo e libertou reféns na madrugada desta segunda

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Três homens fizeram 10 clientes e funcionários de uma farmácia reféns na madrugada desta segunda-feira (9), no bairro de Sussuarana. A polícia frustrou o roubo e libertou os reféns.

Segundo informações da Secretaria da Segurança Pública (SSP), equipes da 82ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/CAB) receberam um chamado de que havia uma movimentação estranha no estabelecimento.

Ao chegarem ao local, os policiais perceberam uma correria, quando os bandidos resolveram manter as pessoas como reféns. O sargento Jorge, coordenador da equipe, iniciou o processo de negociação e chamou a advogada do grupo para garantir a libertação dos reféns. Cerca de uma hora depois do início da negociação, que começou por volta das 23h30, todas as vítimas foram liberadas. 

Segundo a SSP, Washington Mendes de Jesus, 29 anos, está solto há três meses pelo crime de tráfico de drogas, Fabrício Reis dos Santos, 21, tem passagem por receptação e clonagem de veículos. O terceiro foi identificado como Joanderson Ramos dos Santos.

(Fotos: Alberto Maraux/SSP)

De acordo com a SSP, com eles foram apreendidos  uma pistola, dois revólveres, carregador e munições.

Material apreendido com o trio durante o assalto à farmácia
(Foto: Alberto Maraux/SSP)

Os três e o material apreendido foram apresentados na Central de Flagrantes. As equipes da 23ª CIPM (Tancredo Neves), Rondas Especiais (Rondesp) Central, o comandante da 50ª CIPM (Sete de Abril), major Sérgio Malvar, e o comandante do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), major Clédson Souza, deram apoio à operação. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas