BBB 22: Maria aponta episódios de transfobia com Lina e pede respeito

variedades
25.02.2022, 20:33:43
(Divulgação/TV Globo)

BBB 22: Maria aponta episódios de transfobia com Lina e pede respeito

A equipe de Linn da Quebrada informou que prestará queixa pelo crime de transfobia

Em seu Twitter a ex-BBB Maria se posicionou nesta quarta-feira, 24, contra os erros de pronome com Linn da Quebrada no Big Brother Brasil. Desde o início do programa vem acontecendo episódios em que brothers a chamam no masculino.

Lina é travesti e já pediu para que fosse chamada no feminino. Inclusive, a cantora tem o pronome "ela" tatuado na testa. Apesar dos erros constantes, ela se manteve calma durante todo o jogo.

Em um momento, o apresentador Tadeu Schmidt abriu espaço para que Lina explicasse a todos da casa como gostaria de ser chamada Na ocasião, ela esclareceu que fez a tatuagem por causa da mãe dela.

"No começo da minha transição, ela ainda errava e me tratava no pronome masculino. Aí eu falei: 'mãe, eu vou tatuar 'ELA' na minha testa para ver se a senhora não erra'."

Dentro do programa, o episódio mais recente aconteceu na última festa, quando Lucas, ao se referir a Natália e Lina, falou "vocês dois". Desta vez, a cantora não conseguiu esconder que estava chateada.

Maria disse que, quando estava dentro da casa, não percebeu todos esses erros. "Não sabia que a Lina sofria tantos episódios de transfobia. Descobri em uma conversa numa festa, quando ela desabafou."

A ex-BBB ainda pontuou que a questão não é sobre Lucas, mas sobre Lina estar sobrecarregada. "Sério, pensem no dia a dia de pessoas trans?! É desgastante e esgota mesmo."

A equipe de Linn da Quebrada informou nesta sexta (25) que prestará queixa pelo crime de transfobia contra a atriz e cantora durante um programa em um canal do YouTube.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas