Bolsonaro determinou abordagem a mulher detida por chamá-lo de 'filho da puta'

brasil
29.11.2021, 13:49:00
(Alan Santos/PR/Arquivo)

Bolsonaro determinou abordagem a mulher detida por chamá-lo de 'filho da puta'

Informação está no boletim de ocorrência feito por equipe da PRF

A mulhler que foi detida depois de xingar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na Via Dutra, em Resende (RJ), no sábado (27), foi abordada por ordem dele mesmo, segundo o boletim registrado pela equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) que fazia a escolta.

O documento diz que o presidente estava na rodovia acenando para os motoristas que passavam, por volta das 9h, quando foi xingado pela mulher. Na hora, ela estava no banco de passageiros de um carro.

Segundo a ocorrência, a mulher "gritou palavras de calão direcionadas a ele mais especificamente berrou 'Bolsonaro filho da p... em atitude de tamanho desrespeito".

A mulher foi abordada pela PRF e levada para a delegacia da Polícia Federal de Volta Redonda, onde foi liberada após termo circunstanciado. Ela deve responder por injúria. 

O registro diz que a equipe abordou a mulher "mediante determinação do próprio sr. Presidente". As informações da ocorrência foram divulgadas pela Folha de S. Paulo.

Depois disso, a ocorrência foi repassada para uma equipe da Polícia Federal que estava próxima. O crime de injúra tem aumento de um terço na pena quando cometido contra presidente ou chefe de estado. A pena prevista em lei é de detença de um a seis meses ou multa.

Bolsonaro foi para Resende participar da formatura de cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas