Bolsonaro diz que auxílio emergencial deve voltar a ser pago em março

brasil
11.02.2021, 15:18:00
(Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Bolsonaro diz que auxílio emergencial deve voltar a ser pago em março

Ele não confirmou valor, mas disse que benefício vai durar 3 ou 4 meses

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O presidete Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta quinta-feira (11) que o auxílio emergencial deve voltar a ser pago em março. Sem confirmar o valor, Bolsonaro disse que o benefício vai durar mais 3 ou 4 meses. O presidente deu a informação em uma coletiva no Maranhão, onde esteve em um evento de entrega de títulos de propriedade rural.

"Está quase certo, ainda não sabemos o valor. Com toda a certeza, a partir... com toda a certeza, pode não ser, a partir de março. Três a quatro meses, está sendo acertado com o Executivo e o Parlamento também porque temos que ter responsabilidade fiscal", disse Bolsonaro. 

A projeção da equipe econômica do governo é de que o benefício seja de R$ 200 por mês, mas há movimentação no Congresso para elevar o valor. 

Hoje, Bolsonaro disse que o auxílio não pode ser pernamente. Ele também falou que entende que esse benefício não pode ser sozinho a resposta dos problemas e é preciso que o comércio volte a reabrir. 

"Tem que acabar com esta história de fecha tudo, tem que cuidar dos mais idosos e dos que têm comorbidades. De resto, tem que trabalhar. Caso contrário, se nos endividarmos muito, o Brasil pode perder crédito e a inflação vem. A dívida já está em R$ 5 trilhões, aí vem o caos", considerou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas