Bolsonaro se reúne com ministros para decidir destino de Onyx

brasil
31.01.2020, 18:20:00
(Foto: Evaristo Sá/AFP)

Bolsonaro se reúne com ministros para decidir destino de Onyx

Após crise na Casa Civil, presidente discute 'saída honrosa' para ministro

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Em meio à crise no ministério da Casa Civil, o presidente Jair Bolsonaro realiza nesta sexta-feira, 31, uma reunião ministerial de emergência no Palácio da Alvorada, uma das residências oficiais da Presidência da República.

Bolsonaro discute desde a manhã uma "saída honrosa" para o ministro Onyx Lorenzoni, que antecipou o retorno das férias nos Estados Unidos para acertar os pontos com o presidente diante do esvaziamento da Casa Civil e da demissão de alguns de seus principais auxiliares.

A solução encontrada para Onyx pode ter impacto em outras pastas Tido como aliado fiel desde a pré-candidatura a presidente, Onyx pode assumir o Ministério da Educação ou outra pasta ligada à área social. Ainda é avaliado deixar que Onyx retorne ao cargo de deputado federal, onde poderia ocupar a função de líder do governo na Câmara, cargo hoje exercido pelo deputado Vitor Hugo (PSL-GO).

Participam da reunião com Bolsonaro os ministros do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno; da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos; da Saúde, Luiz Henrique Mandetta; e das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. Ainda não há confirmação oficial de que Onyx participa da reunião.

De tarde, quando entrou pela segunda vez no Palácio, Augusto Heleno não deu certeza sobre uma possível visita de Onyx ao presidente nesta sexta-feira. "Acredito que não", respondeu ao ser questionado por jornalistas se o ministro da Casa Civil viria ao Palácio.

Onyx antecipou o retorno das férias nos Estados Unidos justamente para tentar conversar com o presidente o mais rápido possível. Oficialmente, ele só retornaria no próximo domingo, 2.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas