Brechó online

tecnoporto
17.07.2019, 05:27:00

Brechó online

Já pensou em comprar roupas de marcas famosas, bem mais barato? É isso que a plataforma TROC promete. Ele é um brechó on-line e conecta as pessoas que querem vender e comprar roupas, bolsas, sapatos e acessórios, em perfeito estado. São em média quatro mil peças recebidas e dois mil pedidos por mês. Cada pessoa cria uma página no site que ganha o nome de “lojinha”. Qualquer um pode se tornar vendedor. Pessoas Famosas como Anitta e Ticiane Pinheiro, segundo os administradores, já colocaram roupas à venda por lá. Para quem mora em Curitiba ou São Paulo, ao colocar as peças à venda a TROC faz a retirada sem nenhum custo. No resto do país é possível o envio por correio também de graça. Para garantir a qualidade as peças são analisadas e só ficam disponíveis na plataforma se aprovadas. Os critérios são rígidos e são usados critérios de recusa que vão desde os mais gerais, como mofo, até os mais específicos como fios puxados, bolinhas ou zíperes emperrados. Nesses casos os clientes podem pagar pelo frete de devolução ou autorizar a doação das roupas. Atualmente cerca de 12% das peças recebidas são destinadas para instituições de caridade. Já em relação às peças aprovadas elas recebem um valor sugerido de venda, que parte das especialistas da startup e ficam, então, disponíveis no site www.troc.com.br.

A conta da violação de dados
A empresa aérea British Airways foi multada em 183 milhões de Libras, cerca de 869 milhões de reais, por violações de dados de cartões de crédito, nomes, endereços e detalhes de reservas de 500.000 clientes. O valor representa 1.5% do giro financeiro anual da empresa. Os dados estavam em um site falso e, segundo investigações da ICO, agência europeia independente para fiscalização de privacidade de dados, essas informações foram parar no site falso por “acordos de segurança deficientes". Google e Facebook também já foram multados pela mesma agência europeia. A British Airways tem até o início do próximo mês para recorrer da decisão. Em um comunicado, a comissária de informação do ICO, Elizabeth Denham disse que a perda de dados pessoais é "mais do que uma inconveniência" e disse que as empresas devem tomar as medidas apropriadas "para proteger os direitos fundamentais de privacidade”, e arrematou: “Os dados pessoais das pessoas são apenas isso – pessoais”. O Brasil também já tem uma lei de privacidade de dados, que passa a valer em agosto de 2020, e que prevê multas que vão até 2% do faturamento bruto, limitados a R$ 50 milhões por infração.

Casas de outro mundo em homenagem à viagem à lua
Uma coluna de tecnologia como essa não poderia deixar a comemoração dos 50 anos da primeira vez que o homem pisou na lua passar em branco. Mas para falar sobre isso vou citar uma iniciativa, no mínimo pitoresca, de uma empresa tecnológica que mudou a forma de viajar no mundo, a Airbnb. A empresa resolveu homenagear a data disponibilizando casas que homenageiam as viagens espaciais. Como a nave que foi usada na missão chamava-se Apolo 11, as diárias dessas casas custarão US$ 11. São cinco unidades. A primeira fica na Califórnia e possui um quarto que é quase como um portal para observar as estrelas. A segunda, também nos Estados Unidos, também permite a observação do espaço mas agrega o fato de ser totalmente autossustentável e alimentada por painéis solares. Outras duas ficam no Reino Unido. Uma tem a forma de um disco voador e a outra é uma obra de arte em uma ilha cujos donos afirmam que, em um no convés especial, é possível para os hóspedes a observação da Ursa Maior ou do Cinturão de Órion como se estivessem em outro planeta. A última casa fica na Nova Zelândia e combina em 100% com a homenagem. Ela é uma réplica da Apolo 11. Se quiser matar a curiosidade sobre as casas acesse as fotos clicando no link https://airbnb.app.box.com/s/k2oqt3iujd1z8oi4m9w8bhqns8a4qw1o. Se estiver pensando em fazer uma viagem para algum desses destinos as reservas podem ser feitas a partir das 8 horas de sábado, 20 de julho. As datas da promoção são determinadas em períodos durante os meses de agosto, setembro, outubro e novembro.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/linn-da-quebrada-estrela-bixa-travesty/
Documentário debate sobre o corpo, gênero e identidades
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/policia-civil-analisa-imagens-de-acao-da-prf-que-deixou-adolescente-morto/
Pai foi ouvido no DHPP; familiares homenagearam garoto de 17 anos nesta quinta-feira (21)
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/operario-fica-pendurado-em-predio-durante-pintura-e-e-socorrido-veja-video/
Ele foi retirado de edifício em Fortaleza e conduzido a unidade médica pelo Samu
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/apos-passar-mal-e-ser-socorrido-no-senado-kajuru-segue-internado-na-uti/
Colega baiano Otto Alencar ajudou a socorrê-lo em plenário: ‘não vai ficar sequela’
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/matou-como-se-ela-fosse-bicho-diz-testemunha-de-crime-contra-moradora-de-rua/
Defesa de comerciante alega que ele reagiu a uma tentativa de assalto
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bombeiros-controlam-incendio-em-academia-na-graca/
Fogo começou por volta das 22h40 e foi contido rapidamente
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/vai-para-um-programa-que-te-mereca-diz-fontenelle-a-lacombe-ao-vivo/
Jornalista ficou sem graça com o comentário e afirmou estar feliz no Aqui na Band
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/audiencia-do-caso-davi-fiuza-e-marcada-para-abril-de-2020/