Cachorro é expulso da polícia por ser considerado dócil demais

variedades
07.06.2017, 16:50:00
Atualizado: 07.06.2017, 17:03:56

Cachorro é expulso da polícia por ser considerado dócil demais

Em turma de 40 cães, Gavel foi o único que não se saiu bem em testes para compor a força policial de estado australiana

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Gavel: fofo demais para ser policial (Foto: Governo de Queensland/AUS)

A divisão canina da polícia do estado de Queensland, na Austrália, passou por uma situação bastante curiosa recentemente. Após um ano de treinamento, o cãozinho Gavel continuou a se mostrar muito dócil, e acabou sendo expulso da corporação.

Segundo o jornal Sydney Morning Herald, da turma de 40 cães, apenas Gavel não passou nos testes, digamos, de 'brabeza'. Ele simplesmente rolava no chão e oferecia sua barriga para ganhar carinho durante as provas.

Longe das tarefas diárias dos cães policiais, ele teve um novo paradeiro: acabou sendo transferido para a sede do governo de Queensland, na capital Brisbane, onde também tem sido 'convidado' a participar de entrevistas coletivas com o governador local, Paul de Jersey.

Dispensado da polícia, Gavel agora distribui simpatia na sede do governo de Queensland (Foto: Divulgação)


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas