Cláudio Prates comemora 'volta' do Bahia ao Campeonato Baiano

e.c. bahia
04.04.2021, 20:53:00
Atualizado: 04.04.2021, 21:24:00
Técnico do time de transição do Bahia, Cláudio Prates, durante jogo contra Atlético de Alagoinhas (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Cláudio Prates comemora 'volta' do Bahia ao Campeonato Baiano

Tricolor venceu o Atlético de Alagoinhas por 2x1 e entrou no G4 da competição

O triunfo por 2x1 sobre o Atlético de Alagoinhas, neste domingo (4), em Pituaçu encerrou uma sequência ruim para o Bahia, que já estava há quatro jogos sem vencer no Campeonato Baiano. Mas, mais que quebrar o jejum, foi importante também para manter a equipe respirando no estadual. Com o resultado, o tricolor assumiu, ainda que provisoriamente, a 4ª colocação, com 9 pontos.

Após a partida, o técnico do time de transição, Cláudio Prates, comemorou. "A gente já sabia que era nossa decisão para entrar no campeonato. Conseguimos o resultado, importante. Conseguimos, acima de tudo, voltar para o campeonato. Onde estávamos não era condizente com a situação do Bahia. Agora é acertar", disse.

O treinador fez uma avaliação da equipe no jogo e, mesmo não achando que a atuação foi de destaque, comemorou a vontade do grupo e o resultado final.

"Falei com o pessoal que vários jogos a gente teve aproveitamentos técnicos e táticos melhores do que esse. Mas, hoje, o importante realmente era conseguir esse triunfo. Já tivemos atuações melhores individuais, técnicas e coletivas. Hoje, a gente deixou um pouquinho a desejar nesse quesito, mas houve uma determinação muito grande dos atletas e fomos corados com esse triunfo".

Para Cláudio, o time ainda está devendo, mas vê o triunfo como bom motivador para o futuro do Bahia no Baianão.

"Não podíamos estar nessa situação em termos de classificação. Volto a frisar que fizemos jogos bons, mas pecamos em detalhes de tomada de decisão e finalização. Hoje, veio o resultado e a gente entra no campeonato de novo. Temos duas semanas boas para trabalhar para jogar contra uma equipe bem organizada, que é o Bahia de Feira. Esperamos evoluir. A gente está aqui para ajudar os meninos a conseguir ter uma transição boa no sentido técnico, tático, físico e principalmente emocional. É o que está nos preocupando mais, mas acredito que, com esse triunfo, a equipe volta mais fortalecida".

Durante a partida, o treinador promoveu a entrada do atacante Daniel Cruz. O jogador estava sem ser utilizado na equipe por conta de impasse na renovação de contrato, mas as conversas avançaram, ele foi relacionado e participou do duelo.

"Ele já estaria dentro do grupo há algum tempo. Vem se readaptando há uma semana. É um jogador de força, de velocidade, de boa sustentação, que o clube aposta muito, hoje está integrado e vai nos ajudar bastante nessa caminhada", comentou Cláudio.

Veja outros temas abordados na entrevista:

Houve desorganização de posicionamento?
"Um pouco. No primeiro tempo, a gente perdeu o controle do jogo por dez, quinze minutos. Houve um desgaste muito grande. Principalmente nosso tripé de meio ficou muito solto, eles tiveram jogadores que conseguiram flutuar por trás. Isso dificultou um pouco. Acertamos no final, mas, sem dúvida, o desgaste do primeiro tempo nos dificultou um pouco em situação física, mesmo com um homem a mais, mas soubemos suportar. Óbvio que gostaríamos de ter concretizado todas as chances que tivemos. Essa semana, a gente trabalhou muito principalmente o emocional. É um grupo que sofre um pouquinho com alguns erros, com algumas atitudes erradas. Hoje, felizmente, a gente conseguiu esse triunfo, que, na minha opinião, poderia ser maior".

Encontrou a dupla de zaga que queria?
"Ignácio e Gustavo estão muito bem, têm feito jogos bem regulares, com imposição, nos ajudando muito na bola parada. Gostaria muito, até pelo processo de transição, de dar oportunidades. Wesley, que é um menino com idade de júnior, está treinando muito bem, o Everson que é da casa e todo mundo conhece e o Sérgio que é um menino que veio da Segunda Divisão e tem feito excelentes treinos. Volto a dizer que se a gente estivesse em uma situação melhor de classificação, todos teriam oportunidade, que é um dos objetivos do processo de transição, oportunizar todos".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas