Com mudança para Fonte Nova, Vitória terá novos planos de sócios

e.c. vitória
09.09.2019, 14:49:56
Atualizado: 09.09.2019, 16:10:42
Vitória espera ter aumento no número de sócios devido à mudança para a Fonte Nova (Mauro Akin Nassor / CORREIO)

Com mudança para Fonte Nova, Vitória terá novos planos de sócios

Clube espera associação em massa para melhorar situação financeira; rubro-negro terá seu vestiário fixo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Vitória e a sua torcida terão uma nova casa pelos próximos três anos. Até dezembro de 2022, sai de cena o Barradão e toma a frente a Arena Fonte Nova. O Leão já manda o seu primeiro jogo lá no sábado (14), contra o Guarani, às 16h30, pela 22ª rodada da Série B.

Com a mudança, o rubro-negro espera empolgar o torcedor e incrementar o programa de sócios Sou Mais Vitória. Assim, ajudaria a amenizar um dos principais entraves do clube na temporada 2019, que são as dificuldades financeiras.

O Leão criará pelo menos duas novas categorias do plano. Uma chamada de Diamante, voltada para o público com maior poder aquisitivo, que ficará no Lounge Premium da Fonte Nova. A outra será a Rubi, para torcedores de menor renda.

As categorias atuais do Sou Mais Vitória - Bronze, Prata e Ouro - serão alocadas no estádio de acordo com a comodidade e o valor de cada. Com mais opções de valores para o torcedor, a ideia é atraí-lo para a associação.

Vestiário fixo

O Vitória também terá uma identidade visual para sentir-se em casa na Fonte Nova. O clube terá, por exemplo, um vestiário fixo com suas cores e símbolos. O local será diferente do que é usado pelo Bahia.

O rubro-negro e a Fonte Nova não divulgaram as bases do acordo que foi assinado nesta segunda-feira (9). Porém, sabe-se que o Vitória dependerá de um aumento do número de sócios para obter mais receitas junto à arena.

O clube precisa ter pelo menos 12 mil sócios com acesso livre ao estádio (o que exclui a categoria Bronze) para oferecer como garantia ao consórcio que administra a Arena Fonte Nova. No momento, o Vitória divulga ter 12.099 associados, mas não detalha quantos são de cada categoria.

No Ba-Vi disputado em fevereiro, o Vitória plotou o vestiário do visitante com suas cores; agora, decoração será fixa (EC Vitória/Divulgação)

Em casa

A Fonte Nova já é bastante familiar ao Vitória. O clube conquistou lá o acesso à Série A em 2015, ao vencer o Luverdense por 3x0 diante de 41.379 torcedores. À época, foi o recorde de público da arena, que tinha quatro anos de funcionamento, em jogos entre clubes.

O Leão já conquistou um título na arena, o do Campeonato Baiano de 2016, sobre o Bahia. Além disso, goleou o rival duas vezes em 2013: por 5x1, na inauguração do estádio, e por 7x3 na partida de ida da final do estadual.

O rubro-negro, porém, não joga na Fonte Nova há mais de dois anos como mandante. A última partida foi no dia 27 de maio de 2017, quando perdeu do Coritiba por 1x0, pela 3ª rodada da Série A.

A última partida de fato no local foi no dia 10 de março, como visitante no Ba-Vi que terminou 0x0 pelo Baianão.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas