Com o S9, linha Galaxy continua excelente; leia o review

bazar
20.04.2018, 05:21:00
S9 chega às lojas brasileiras hoje (Foto: Carol Neves/CORREIO)

Com o S9, linha Galaxy continua excelente; leia o review

Aparelhos começam a ser vendidos em todo Brasil hoje

As vendas do Galaxy S9 e do S9+ começam nesta sexta-feira (20) em todo o Brasil. O CORREIO testou por pouco mais de uma semana o S9. Confira abaixo um review destacando as novidades do aparelho. 

A nova versão do flagship da Samsung é um refinamento no que já era um excelente celular. Continua com design elegante, tela que se destaca pela beleza e excelente câmera, ainda melhor agora. A chamada borda infinita, trazida pelo S8, continua, deixando os botões para as laterais do aparelho – ninguém apresentou solução melhor até aqui, então por que mexer?  O S9 tem 5,8 polegadas (o “irmão maior” tem 6,2), mas é mais confortável de segurar e manusear do que o tamanho sugere.

A identificação pode ser feita pela digital, atrás, agora um pouco mais abaixo e de melhor acesso que o S8, por reconhecimento facial ou de íris. Ou, melhor ainda, o aparelho oferece uma mistura desses dois últimos, chamado de reconhecimento inteligente, que funciona admiravelmente bem. Nas poucas vezes em que exige ajustes, o próprio telefone dá orientações que, seguidas, resultam no desbloqueio (levante mais, afaste mais etc). É possível cadastrar tudo e utilizar a opção que for mais adequada para você no momento.

A tela é AMOLED e continua impressionante, com o preto real e cores que se destacam - nada muito diferente da versão anterior, contudo. Uma novidade é que agora a Samsung oferece a possibilidade de criar um emoji de realidade aumentada baseado na sua selfie - depois de obter um resultado inicial, você pode editar tudo à vontade. A partir daí, o aparelho cria vários gifs com diversas emoções com o seu “bonequinho”. A novidade ainda oferece resultados não muito refinados - o meu emoji, particularmente, não teve nenhuma semelhança com a realidade -, mas serve para divertir.

Outro destaque do aparelho, como de praxe na linha S, é sua câmera. O S9 traz uma abertura dupla que ajuda a controlar a luminosidade nas fotos e facilita os registros em ambientes escuros. Quando o usuário está em um local muito iluminado, a câmera seleciona a abertura f/2,4, que deixa passar menos luz e assim impede que a imagem “estoure”. Para locais escuros, a lentes se abre para f/1,5, que passa 28% mais luz do que a lente do S8, deixando a foto mais clara. 

O aparelho também filma em 4K a 60 quadros por segundo e tem um modo interessante para registros em super slow motion, que faz gravações em HD a 960 fps. A assistente Bixby continua tendo um botão dedicado e ficou mais esperta, traduzindo textos, ajudando com lembretes, mas ainda não fala português, o que limita seu uso para a maioria das pessoas.  Segundo Citrini, a versão brasileira segue sendo desenvolvida no país, mas não há uma estimativa de quando estará pronta. "É bem complexo o entendimento de voz, das palavras, a gente vai (se envolver) em regionalismo. A gente está testando, desenvolvendo, para pegar todas as nuances da língua portuguesa com regionalismo, sotaque". Por enquanto, é preciso usar a assistente de voz em inglês ou se arriscar no coreano.

Uma mudança em relação ao modelo anterior é no som. Agora, os alto-falantes são estéreos, com tecnologia da AKG, comprada pela Samsung em 2016. A marca já equipava os fones de ouvido do S8, está de volta nos do S9 e agora ajuda a melhorar o som dos speakers do aparelho em até 40%. A diferença é bastante perceptível. Segundo Renato Citrini, gerente de dispositivos móveis da Samsung Brasil, essa melhoria não deu tempo de ser implantada na versão anterior porque a empresa comprou a Harman Industries, proprietária da AKG, muito perto do lançamento do S8. "O que a gente fez, a gente colocou um fone de ouvido da AKG, mas o produtor em si não tinha o componente. Agora os alto falantes dele, tanto da parte de baixo quanto a que usamos para falar, os dois já têm tecnologia da AKG, além do fone que vem no kit", explica.

A bateria é um ponto em que não houve avanço e continua com os mesmos 3.000 mHA das versões anteriores. Para quem é usuário intenso, dá para chegar ao fim do dia (muitas vezes recorrendo às funções de poupar energia). Para quem tem uso moderado, é possível chegar à noite com mais bateria. A Samsung busca compensar isso com um carregador rápido, que já vem na caixa, e leva o celular de 0 a 100% em cerca de 1h40 minutos.

Pra completar, os dois telefones seguem oferecendo dois chips, certificação IP68, com resistência a água e poeira. Vem de fábrica com o Android Oreo 8.0, com as já conhecidas modificações feitas pela Samsung, que em geral enriquecem a experiência. Os aparelhos serão vendidos nas cores preto, cinza e na novata ultravioleta, com o preço sugerido de R$ 4.299,00 para o Galaxy S9 e R$ 4.899,00 para o Galaxy S9+. A versão plus, além de maior, tem, consequentemente, mais bateria, memória de 6 GB e câmera traseira dupla.

Vale a pena comprar o S9? Como se sabe, o preço de lançamento deixa a opção pelo aparelho bastante salgada. Mas quem investir terá um belo aparelho em mãos. Para quem tem a versão anterior, as melhorias são pequenos ajustes que existem, são bem vindos, mas não mudam tanto a experiência. Para quem está do S7 para trás ou em aparelhos de outra marca, e está pensando em migrar, certamente o S9 será uma excelente opção - continua sendo um dos melhores, senão o melhor, smartphone do mercado.  

Veja fotos tiradas com o S9 (todas sem flash):





Ficha técnica

  • Bateria: 3.000 mAh;
  • Câmera: 12 megapixels f/1,5–2,4 (traseira) e 8 megapixels f/1,7 (frontal);
  • Conectividade: 3G, 4G, Wi-Fi 802.11ac, GPS, GLONASS, Galileo, BeiDou, Bluetooth 5.0, USB-C, NFC, ANT+, MST;
  • Dimensões: 147,7 x 68,7 x 8,5 mm;
  • GPU: Adreno 630;
  • Memória externa: suporte a cartão microSD de até 400 GB;
  • Memória interna: 128 GB;
  • Memória RAM: 4 GB;
  • Peso: 163 gramas;
  • Plataforma: Android 8.0 Oreo;
  • Processador: octa-core Snapdragon 845 de 2,8 GHz;
  • Sensores: acelerômetro, proximidade, giroscópio, bússola, barômetro, impressões digitais, íris, batimentos cardíacos;
  • Tela: Super AMOLED de 5,8 polegadas com resolução de 2960×1440 pixels.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas