Corinthians tem suspeita de surto de covid-19 antes de clássico

esportes
02.03.2021, 15:00:00
Elenco do Corinthians em treino na última segunda-feira (1º): clube tem suspeita de surto de covid-19 (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)

Corinthians tem suspeita de surto de covid-19 antes de clássico

Timão enfrenta Palmeiras nesta quarta-feira (3), mas pode pedir o adiamento da partida

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Corinthians avalia pedir o adiamento do clássico desta quarta-feira (3) diante do Palmeiras, na Neo Química Arena, em São Paulo, pelo Campeonato Paulista. O clube alvinegro detectou um possível surto de covid-19 entre funcionários, membros da comissão técnica e dirigentes.

Caso essa suspeita se confirme, pretende formalizar à Federação Paulista de Futebol (FPF) o pedido para a partida ser remarcada para outra data por questões de segurança.

Em contato com a reportagem do Estadão, o consultor médico do Corinthians, Joaquim Grava, contou que na parte da tarde o clube deve ter as confirmações se de fato os exames vão trazer o resultado positivo. Alguns funcionários apresentaram sintomas leves, mas novas amostras nos testes PCR foram colhidas para confirmar com mais clareza a situação.

O clube só deve se pronunciar sobre o caso após receber essa nova remessa de exames. A FPF ainda não recebeu o pedido do Corinthians para adiar o clássico. A partida válida pela segunda rodada está marcada para as 19 horas desta quarta-feira.

O Corinthians estreou pela competição no último domingo ao empatar sem gols diante do Red Bull Bragantino, em Bragança Paulista (SP). Já o Palmeiras ainda não jogou pelo Estadual de 2021 - a partida contra o São Caetano, em casa, foi adiada para o próximo dia 11 por causa da participação alviverne na final da Copa do Brasil contra o Grêmio.

O Corinthians tem sido cuidadoso ao tratar desse possível surto porque em janeiro deste ano o clube enfrentou um problema antes de jogo pelo Campeonato Brasileiro. O laboratório apontou 10 casos do novo coronavírus no elenco e vários atletas não puderam enfrentar o Bahia, em Salvador. Porém, a contraprova foi refeita e todos os que haviam testado positivo apresentaram resultado negativo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas