Dê uma googleada e mergulhe no universo de Gilberto Gil

entretenimento
15.06.2022, 06:00:00
Uma das ilustrações da artista baiana Raiana Britto para o projeto O Ritmo de Gil (Reprodução)

Dê uma googleada e mergulhe no universo de Gilberto Gil

Cantor é o primeiro brasileiro vivo com trajetória destacada na plataforma Arts & Culture; um dos destaques do acervo é álbum inédito

Gilberto Gil comemora 80 anos no dia 26 de junho. Cheio de gás, ele estreia na data a nova turnê europeia com a família, na Alemanha. Mas na tarde de ontem,  ganhou um grande presente do Google. Em meio a uma série de novidades anunciadas à imprensa em sua sede paulista, a empresa lançou um tributo ao baiano.

É o museu digital O Ritmo de Gil, O Ritmo de Gil, primeira retrospectiva sobre um artista vivo na plataforma global. Depois de se tornar imortal da Academia Brasileira de Letras, ele tem o seu acervo de fotos, além de parte dos vídeos e áudios que produziu ao longo de sua carreira, reunidos no Google Arts & Culture.

Com coordenação e curadoria da jornalista e pesquisadora musical Chris Fuscaldo, CEO da Garota FM Edições, um time de mais de 15 profissionais mapeou mais de 40 mil imagens e escreveu mais de 140 exposições. Há textos assinados por Ricardo Schott, Ceci Alves, Kamille Viola, Gilberto Porcidonio, Lucas Vieira, Tito Guedes, Carla Peixoto e Laura Zandonadi.

Entre os amigos/parceiros de Gil, assinam exposições o americano Christopher Dunn e o presidente da ABL, Merval Pereira. Há ainda entrevistas com Caetano Veloso, Maria Bethânia, Gal Costa, Jorge Benjor, Carlinhos Brown e Luís Inácio Lula da Silva, entre outros.

Realizado em  parceria com o Instituto Gilberto Gil, o projeto começou em 2018. “Fico muito feliz que, com essa coleção do Google Arts & Culture, pessoas do mundo todo, especialmente os mais jovens, podem ter acesso universal a um conteúdo tão vasto sobre toda minha trajetória”, afirmou Gilberto Gil, que conversou com a imprensa logo após uma participação especial ao lado das cantoras Larissa Luz e Sara Roston, interpretando a canção Andar Com Fé. 

A participação de Gil, segundo informaram os produtores do Google, foi uma surpresa. O combinado era que ele apenas conversasse com os jornalistas. Mas o presente serviu para animar os convidados, que cantaram com o trio.

álbum perdido
A fita cassete perdida com a gravação de Gilberto Gil de 1982 está disponível no site (Foto: Divulgação)  

Álbum inédito

Durante o mergulho nos arquivos, foi encontrada uma fita com um álbum inteiro registrado em 1982, com participação de Roberta Flack e produção de Ralph McDonald, cancelado por Gil à época. Além de uma seção  sobre o disco gravado em inglês, há uma discobiografia dividida em seis partes e exposições sobre trilhas sonoras de novelas, além de muitas focadas na família. 

Mas o disco descoberto após uma intensa pesquisa é a grande novidade do projeto. Para surpresa até do próprio Gil, que já o dava como perdido. Ele contou que a descoberta foi feita através de uma fita cassete encontrada com uma mixagem que não era a definitiva, mas foi a única que tinha sobrado.

“Não havia como mexer, estava tudo em dois canais. E foi até bom deixar assim porque mostra uma época, há 40 anos, eu ainda com aquela voz bem jovem. Na verdade, esse disco foi o resultado de um trabalho de arqueologia”, resumiu.

O mapeamento da música de Gil reúne a sua discografia e oferece um passeio pela sua trajetória artística. As seções Discobiografia Gilbertiana: Todos os Discos têm Biografia - Parte 1, Um dos Doces Bárbaros, Um Banda Um: Gilberto Gil e a Umbanda, A História de Gilberto Gil com o Violão, A História de Gilberto Gil com a Sanfona e Gilberto Gil e o Rock, fazem um rico apanhado dos álbuns do artista. Nelas, também será possível reviver a história do baiano com suas composições e sua íntima relação com o violão e a sanfona, seus instrumentos favoritos.

Outro destaque da mostra é o Todos a Bordo: a Viagem Cultural de Gilberto Gil, que traz, em oito momentos, os lugares para onde o baiano levou a sua arte. Ao som de Expresso 2222, será possível embarcar em um passeio divertido e descobrir sua vida e legado por meio das ilustrações da artista plástica baiana Raiana Britto, criadas especialmente para essa retrospectiva. 


google
Gilberto Gil durante o lançamento do projeto, em São Paulo (Foto:Google/Divulgação)

Pelo mundo

O museu virtual mostra o baiano como um artista global. O visitante poderá conferir suas influências por meio de amigos artistas e as grandes personalidades que passaram por sua vida nas seções Gilberto Gil: um Projeto de Vida, Caetano Veloso: ‘O Tropicalismo se Deve, em Primeiro lugar, a Gil’, Gilberto Gil e Stevie Wonder e Gilberto Gil e os Marleys. 

E falando sobre a relação que ele tem com os outros baianos, Gil comentou que não está descartada uma nova reunião dos Doces Bárbaros, (Caetano, Gal Costa e Maria Bethânia) um desejo que volta e meia é manifestado por Maria Bethânia e que ele está sempre à disposição. Eles já se reuniram por duas vezes e esses encontros resultaram em filme e documentário, além de discos.

Na entrevista da esposa Flora Gil, ela conta como se tornou empresária do músico. A filha mais velha, a cantora Nara Gil, entrega o que observou sobre o processo criativo do pai, enquanto Bela Gil fala sobre os hábitos alimentares do artista. Desde 2011, o Google Arts & Culture vem ajudando instituições culturais a disponibilizar seus acervos digitalmente. A plataforma dá acesso às coleções de mais de 2,5 mil  museus em mais de 80 países.

 *O jornalista viajou a  convite do Google 
 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas