Descubra onde moram os personagens de Segundo Sol

sua diversão
23.06.2018, 16:00:00
(Foto: Divulgação)

Descubra onde moram os personagens de Segundo Sol

O CORREIO mapeou os principais cenários da novela para você não se perder

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Quem esperava ver as ruas de Salvador estampadas na novela Segundo Sol talvez tenha se decepcionado um pouco. Apesar da trama ter sido pensada para se desenrolar em terras soteropolitanas, a maior parte das cenas é feita em uma cidade cenográfica ou em alguma parte do Rio de Janeiro. Inspirado por alguns posts do perfil do Instagram Soteropobretano e com o objetivo de resolver essa confusão entre o que é ficção e realidade, o CORREIO identificou os lugares que existem de fato e os que não passam de ficção da trama.

Embora a cidade cenográfica seja muito parecida e rica nos detalhes que as ruas de Salvador carregam, os quase 6 mil metros de áreas construídas da ‘Salvador do Projac’ estão longe de representar as ruas de nossa cidade, que muito pouco têm aparecido na novela. É preciso estar bastante atento para reconhecer os raros pedaços de Salvador que aparecem na trama nas transições entre uma cena e outra.

Essa é a crítica feita por Iuri Barreto, criador do perfil Soteropobretano que acompanha tudo sobre a novela em seu Instagram. “Nem as fachadas reais de Salvador eles estão usando”, aponta. 

(Foto: Reprodução / Instagram)

Outra grande prova disso é justamente o monumento da Cruz de Pascoal replicado no Projac: ainda que muito similar ao original, a paisagem não bate com a realidade. 

Monumento Original
Monumento Original ( (Foto: Reprodução / Google Maps))
Réplica feita no Projac
Réplica feita no Projac ( (Foto: Reprodução / TV Globo))

Isso quer dizer que se você planejava juntar alguns amigos para ‘tomar uma’ no Bar Caranguejo de Santo Antônio, não será possível. Muito embora esteja localizado no Largo da Cruz do Pascoal, o bar que pertence à família Falcão só existe no Projac.

(Foto: Reprodução / TV Globo)

Se servir de consolo, o que temos de mais próximo do Caranguejo é o Bar Cruz do Pascoal. Esse sim está situado no Largo original, bem em frente ao monumento que dá nome ao largo.

(Foto: Divulgação)

As notícias também não são boas se você estava planejando passar as férias na ilha de Boiporã. O cenário paradisíaco onde se sucederam vários acontecimentos importantes para o desenrolar da trama até existe, mas com a ajudinha da edição. Ficou difícil de entender? O CORREIO explica. 

Apesar de fictícia, a ilha teve algumas cenas gravadas nas praias mais bonitas da Bahia. As locações escolhidas para montar o cenário onde se inicia a história de romance entre Beto Falcão (Emílio Dantas) e Luzia (Giovanna Antonelli) foram o Centro Histórico de Porto Seguro, a Praia do Espelho localizada em Trancoso, considerada uma das mais belas do país; e a fazenda de praia Ponta de Juacema.

(Foto: João Cotta / TV Globo)

As casas das irmãs Luzia e Cacau (Fabíula Nascimento) na primeira fase da novela foram montadas em Rio da Barra, outra praia de Trancoso. A equipe de cenografia reproduziu no local as casas das personagens de modo que fossem idênticas às construídas em uma locação externa no Rio de Janeiro.

(Foto: João Cotta / TV Globo)

O cantor de axé Beto Falcão morou com os pais durante muito tempo, porém, assim como o bar da família, a casa também só existe na cidade cenográfica. No entanto, Beto teve mais uma casa antes de se refugiar em Boiporã. 

(Foto: Reprodução / TV Globo)

Assim que ele atingiu a fama tratou logo de arrumar seu cantinho. Contudo, infelizmente, a casa do músico é mais um dos lugares que não existem no mapa de Salvador. Em uma entrevista que a diretora geral da novela, Maria de Médicis, concedeu para o programa 'Mais Você' é possível ver a fachada da casa do cantor ao lado do que seria uma réplica da igreja de Santo Antônio.

(Foto: Reprodução / TV Globo)

A boa notícia é que a ‘humilde’ cobertura de Karola e Beto Falcão existe e fica no Edifício Mansão Victory Tower, no Corredor da Vitória. Em uma rápida busca na internet é possível encontrar um apartamento de 280 m² no edifício de luxo. A unidade sai pela bagatela de R$ 5,5 milhões.

(Foto: Evandro Veiga / CORREIO)

Outro lugar bastante visitado na trama é o Restaurante de Cacau, Até hoje ninguém sabe ao certo onde está localizado. Nos capítulos lançados até a publicação desta matéria, tudo o que se sabe é que o restaurante fica ‘perto do Pelourinho’. Veja a cena aqui.

Outra curiosidade sobre o restaurante é que alguns telespectadores identificaram uma grande semelhança entre o restaurante da trama e a Casa de Tereza, localizado no Rio Vermelho. 

Restaurante de Cacau (Foto: Restaurante / TV Globo)
Casa de Tereza (Foto: Angeluci Figueiredo / CORREIO)
Cozinha do restaurante de Cacau (Foto: Reprodução / TV Globo)

Codzinha da Casa de Tereza (Foto: Angeluci Figueiredo / CORREIO)

Eaí, achou parecido? Já que não dá para provar do Tempero de Cacau, o jeito é dar uma passadinha na casa de Tereza.

Nem sempre Cacau foi dona do restaurante. Durante um período ela trabalhou na Casa dos Athayde como cozinheira. Lá ela conheceu Roberval (Fabrício Boliveira) e ainda se envolveu com seu patrão Edgar (Caco Ciocler). Muitos tentaram achar a casa onde o triângulo amoroso se desenrola e até arriscaram dizer que ficaria na Graça, ou Corredor da Vitória, mas a verdade é que ela é mais uma das locações no Rio de Janeiro.

(Foto: Reprodução / Instagram)

A grande vilã e golpista da novela, Laureta (Adriana Esteves), também seria vizinha dos Athayde, mas até o momento não dá para saber de fato onde a casa de Laureta e ‘suas meninas’ fica. Porém uma coisa é certa: não é em Salvador.

(Foto: Reprodução / TV Globo)

Depois de um tempo foragida da polícia devido a uma armação entre Karola e Laureta, Luzia volta para a Bahia na pele de Ariella, uma DJ de carreira internacional que faz alguns shows em Salvador. O lugar que é chama de ‘Ruínas’ na novela, não se assemelha com nenhum ambiente em Salvador. O que temos de mais próximo é o Trapiche Barnabé, localizado no bairro do Comércio. 

 Até que dá para imaginar a Ariella/Luzia neste palco fazendo um somzinho né? (Foto: Arquivo CORREIO)

E não é só da família Falcão que o Santo Antônio Além do Carmo do Projac é feito. Quem também mora por lá é o personagem de Francisco Cuoco, Nestor, e mais recentemente a policial Maura e sua família, que tiveram de se mudar após o desabamento de parte do prédio que fazia parte do  conjunto de habitações populares da construtora de Severo (Odilon Wagner).

A herdeira do terreiro de candomblé da família, Doralice (Roberta Rodrigues) também vive no Santo Antônio. Desde pequena foi destinada a assumir o posto de seu pai “Pai Didico” (João Acaiabe), porém ela planejou um futuro diferente para si e não inclui o terreiro. A localização exata do terreiro de Pai Didico é mais uma que ainda não foi revelada na trama.

(Foto: Reprodução / TV Globo)

A mais recente novidade da trama foi a temporada que a vilã Karola tem passado em Periperi. Tudo faz parte do plano para manter Beto Falcão ao seu lado e afastá-lo de Luzia. Para isso, Laureta recomendou que ela deixasse a cobertura na Vitória e a vida de luxo para ‘viver sua dor’ em quartinho no Subúrbio. Confira toda a armação aqui.

(Foto: Reprodução / TV Globo)

Além destes lugares fixos que fazem a trama acontecer, algumas gravações foram realizadas na inconfundível Feira de São Joaquim, no Comércio. E um dos lugares que mais chamou a atenção dos curiosos foi a igreja de São Francisco, no Pelourinho. 

(Foto: João Cotta / TV globo)

As gravações ainda passaram pela Praça Castro Alves, o bairro Santo Antônio Além do Carmo, o Forte da Capoeira, a praia do Porto da Barra, o Mercado Modelo e a Comunidade Solar do Unhão, na Gamboa de Baixo.

* Sob orientação do editor Wladmir Pinheiro

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas