Djokovic vence Nadal e leva o Aberto da Austrália pela sétima vez

esportes
27.01.2019, 14:20:05
Atualizado: 27.01.2019, 14:32:18
Djokovic comemora bastante após confirmar o título na Austrália (Saheed Khan/ AFP)

Djokovic vence Nadal e leva o Aberto da Austrália pela sétima vez

Sérvio bate rival por 3 sets 0 e ganha um Grand Slam pela terceira vez seguida

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O sérvio Novak Djokovic conquistou o Aberto da Austrália, neste domingo (27), ao derrotar o espanhol Rafael Nadal, por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/2 e 6/3, em 2h04 de jogo. Foi a sétima final de Djokovic no primeiro Grand Slam do ano e o sétimo título do atual primeiro colocado do ranking mundial. Ele ganhou um prêmio de US$ 2,94 milhões (R$ 11,1 milhões).

Em 76 jogos disputados no Melbourne Park, Djokovic, campeão em 2008, 2011, 2012, 2013, 2015, 2016 e 2019, venceu 68 vezes.

Djoko, de 31 anos, soma a terceira conquista de Grand Slam seguida, pois venceu Wimbledon e o US Open ano passado, e a 15ª na carreira, superando o norte-americano Pete Sampras. Ele só fica atrás do suíço Roger Federer, dono de 20 títulos, e de Nadal, que soma 17. O espanhol jamais havia perdido uma final de Grand Slam por 3 a 0. Aos 32 anos, ele soma quatro vice-campeonatos na Austrália.

A disputa particular entre Djokovic e Nadal agora mostra o sérvio na frente com 28 a 25 em favor do sérvio, com 19 a 7 no piso sintético. O sérvio abriu 15 a 10 no retrospecto em finais no circuito e diminuiu para 6 a 9 a desvantagem em torneios de Grand Slam (4 a 4 em finais).

Desconcentrado e cometendo vários erros, Nadal não foi o adversário esperado para Djokovic nos dois primeiros sets. O sérvio abriu 2 a 0 com incrível facilidade, ao marcar 6/3 e 6/2. Para fechar a segunda série, aplicou três aces seguidos de forma sensacional.

No terceiro set, o espanhol foi para o tudo ou nada, passou a sacar melhor e exigiu um pouco mais do rival. A torcida australiana incentivou Nadal na expectativa de que o jogo não acabasse rapidamente.

Mas Nadal teve o saque quebrado e viu o sérvio fazer 2 a 1. No sexto game, o espanhol teve a chance de reequilibrar o set, mas Djokovic salvou o break point. Os dois confirmaram o serviço até o nono game, quando o sérvio forçou muito na devolução e conseguiu nova quebra para fechar o jogo e ganhar o torneio de forma espetacular.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas