'Estou com depressão', escreveu Nego do Borel a assessor antes de sumir

em alta
05.10.2021, 08:25:09
(Foto: Reprodução)

'Estou com depressão', escreveu Nego do Borel a assessor antes de sumir

Ninguém consegue contatar o cantor desde ontem

Instantes antes de desaparecer na manhã desta segunda-feira (4), o cantor Nego do Borel enviou uma mensagem ao seu assessor de imprensa, Anderson Faria da Silva, dizendo que "estava com depressão".

“Obrigado por tudo, você é f…, foi f…, mas eu não estou aguentando a pressão, estou com depressão”, escreveu o funkeiro, que avisou a mãe, Roseli Viana Pereira, que iria sair de casa. Ninguém consegue contato com o cantor desde a tarde de ontem.

De acordo com o Jornal Extra, Roseli foi até a delegacia para fazer um registro de desaparecimento. Na ocorrência, ela contou que, por volta de 11h30, chegou na casa do filho, no Rio de Janeiro, e o encontrou sentado, chorando. Em depoimento, a dona de casa relatou que o filho disse que a amava e pediu que ela não o impedisse de fazer o que ele queria.

Saiba mais: Mãe de Nego do Borel vai à polícia e informa que cantor está desaparecido 

Roseli contou também ter encontrado um bilhete em uma folha de caderno dizendo: “A Fazenda vai me pagar, fez minha mãe chorar…”. Anderson disse que, após as mensagens, ainda ligou para Nego do Borel e o artista disse estar muito triste. Depois, ao tentar outros contatos, o celular dele já estava desligado.

Polêmicas
Nego do Borel sempre foi famoso por seu carisma, mas recentemente se envolveu em diversas polêmicas. A última aconteceu mês passado, quando foi expulso do reality "A Fazenda", da TV Record, após ser acusado de estupro de vulnerável contra a modelo Dayana Mello, outra participante do reality show. Ele está sendo alvo de uma investigação pela Polícia Civil de São Paulo pelo crime.

Leia também: Nego do Borel nega estupro, fala em racismo e diz que mãe e avó receberam ameaças

O cantor também é investigado por supostas agressões cometidas contra Duda Reis, ex-namorada do cantor, que chegou a acusá-lo de fazer parte de uma quadrilha especializada em atividades ilícitas.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas