Estudo confirma que chove diamante em Urano e Netuno; saiba a causa

mundo
07.07.2020, 11:22:22
Atualizado: 07.07.2020, 11:30:34
(Foto: Shutterstock)

Estudo confirma que chove diamante em Urano e Netuno; saiba a causa

Forte pressão atmosférica cria condições ideais para clima incomum

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Se você acha que as chuvas causam estragos na Terra é porque você não sabe como é o clima nada agradável em Urano e Netuno. Nesses planetas, ao invés de água, você receberia toneladas de diamantes caindo em sua cabeça.

Essa meteorologia inusitada de nossos vizinhos gasosos foi confirmada em um estudo recente feito por cientistas da Linac Coherent Light Source (LCLS), nos Estados Unidos.

Netuno e Urano, como Saturno e Júpiter, são feitos de gás. Essa condição cria uma atmosfera extremamente densa e quente nesses planetas, gerando as condições ideais para comprimir o carbono em diamante.

A atmosfera desses dois gigantes é feita, basicamente, de hidrogênio e hélio, com uma pequena quantidade de metano. Abaixo, tem um líquido superdenso feito de água, metano e amônia.

E é justamente o metano que causa esse fenômeno. Cálculos e experimentos sugerem que esse composto, feito de carbono e hidrogênio, pode ser quebrado e transformar-se em diamante.

Apesar de parecer tentador ir lá para buscar um pouco desse estoque ilimitado de diamantes, isso não seria uma boa ideia.

Primeiro que Urano e Netuno são os planetas mais distantes do Sistema Solar e uma viagem até lá levaria décadas. Segundo que, caso a gente conseguisse trazer toneladas de diamantes até a Terra, o produto perderia valor pois deixaria de ser raro.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas