Festival do Teatro Brasileiro chega à periferia de Salvador

entretenimento
10.05.2022, 16:00:00
Bubuia é uma das montagens do Festival (fotos: divulgação)

Festival do Teatro Brasileiro chega à periferia de Salvador

Oito espetáculos de Brasília serão apresentados em Cajazeiras, Valéria e Coutos a partir desta sexta (13)

Os bairros de Cajazeiras, Coutos e Valéria vão ter 19 dias de intenso contato com as artes cênicas. Os espaços Boca de Brasa, Subúrbio 360 e CEU Valeria, localizados respectivamente nessas áreas, vão receber a maior parte da programação da 21ª edição do Festival do Teatro Brasileiro. Outra parcela das atrações estará nos palcos dos teatros Vila Velha e Gregório de Matos, no centro da cidade.

Nessas três semanas, serão realizadas oficinas, residência, ações educativas, encontros entre artistas, intercâmbio entre universidades e rodada de negócios. Grupos teatrais do Distrito Federal também estarão em Salvador para apresentar seus espetáculos. Serão oito montagens exibidas em 16 sessões.

Após a apresentação dos espetáculos, acontecerão bate-papos com elenco e equipe, além de ações educativas para alunos da rede pública. Os encontros entre artistas baianos e do DF vai promover um intercâmbio entre os dois grupos. Nas rodadas de negócios com a participação de representantes de festivais de artes cênicas do estado, poderão ser fechados acordos comerciais que vão permitir a circulação de espetáculos na Bahia e no DF.

A primeira montagem exibida será Depois do Silêncio, nesta sexta-feira, às 19h no Subúrbio 360, em Coutos. Este espetáculo de dança é baseado em fatos reais da vida da menina Helen Keller (1880-1968), que perde a sua visão e audição com poucos anos de idade e vive em um mundo totalmente apartado até a chegada da professora Anne Sullivan. A partir do encontro, Anne começa a árdua tarefa de ensinar Libras tátil e fazer com que Helen aprenda a se comunicar com o mundo exterior. 

Depois do Silêncio é encenado pela companhia Os Buriti, fundada pela atriz, dançarina e diretora Eliana Carneiro. O grupo realiza espetáculos de teatro e dança desde 1995.

Também serão apresentados os espetáculos 2 Mundos; Os Beatniks em A Gaivota; Afeto; Bubuia; Encerramento do Amor; Iara e O Circo dos Irmãos Saúde. Além disso, a Residência Artística Teatro para Bebês e as Oficinas Teatro de Sombras e de Improvisação Irmãos Saúde vão apresentar seus resultados depois do período de experiência em Salvador.

O Festival do Teatro Brasileiro teve início em 1999. Em suas 20 edições, segundo a organização, foram realizadas 615 apresentações de 192 espetáculos, com público superior a 258 mil espectadores. Mais de 45 mil crianças e jovens da rede pública de ensino participaram, gratuitamente, dos programas educativos promovidos.

Confira as apresentações de espetáculos que serão realizadas de 13 a 16 de maio :

Dia 13/05, às 19h – “Depois do Silêncio” -  Espaço Boca de Brasa Subúrbio 360 - Este espetáculo de dança é baseado em fatos reais da vida da menina Helen Keller (1880-1968), que perde a sua visão e audição com poucos anos de idade e vive em um mundo totalmente apartado até a chegada da professora Anne Sullivan. A partir do encontro, Anne começa a árdua tarefa de ensinar libras tátil e fazer com que Helen aprenda a se comunicar com o mundo exterior. 

Dia 14/05, às 16h – “2 Mundos” - Espaço Boca de Brasa Cajazeiras - Inspirado na colonização da América e dos territórios do mundo todo, o espetáculo 2 Mundos conta a história do encontro de duas culturas opostas, onde se revelam os sentimentos e motivações mais profundas da humanidade. Quando no embate das diferenças explode a luta pela vida, a morte de um jovem acontece trazendo uma nova esperança. 

Dois Mundos

Dia 14/05, às 21h – “Encerramento do Amor” - Espaço Boca de Brasa Cajazeiras - A peça é a versão brasiliense da obra “Clôture de l'Amour” do dramaturgo francês Pascal Rambert. Em cena, um amor que vive seus últimos suspiros diante do público, através de um duelo de palavras. A melhor maneira de colocar em questão a capacidade de escuta, de diálogo, de compreensão e acolhimento do outro. 

Dia 15/05, às 17h – “Depois do Silêncio” -  Teatro Vila Velha

Dia 15/05, às 19h – “Encerramento do Amor”- Teatro Gregório de Mattos

Dia 16/05, às 14h30 – “Iara - O Encanto das Águas” -  Espaço Boca de Brasa Subúrbio 360  (para alunos da Rede Pública de ensino) –  Iara - O Encanto das Águas - Um índio sonha com uma mulher sobrenatural. Ao acordar, ele vai ao encontro de um sábio Pajé para busca de entender quais são os mistérios dessa mulher, descobrindo assim a história de Iara, a sereia brasileira. Contada quase sem palavras e tendo a música como elemento central, a natureza mística ganha vida por meio das luzes e das sombras projetadas no espetáculo.

Informações de datas, horários e locais dos espetáculos

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas