Filho diz que Orlando Drummond 'estava sofrendo e não reconhecia mais ninguém'

variedades
28.07.2021, 08:04:26
(Estevam Avellar/Globo)

Filho diz que Orlando Drummond 'estava sofrendo e não reconhecia mais ninguém'

Após dois meses internado, ator voltou bem para casa, mas teve piora na última semana

O ator e dublador Orlando Drummond, que morreu nesta terça-feira (27) aos 101 anos, estava fraco e já não reconhecia mais os familiares nos últimos dias de vida. 

Com uma piora, ele chegou a parar de comer, contou o filho, também chamado Orlando, à revista Quem. 

"A gente estava preferindo que isso ocorresse porque meu pai estava sofrendo muito, estava piorando e respondendo cada vez menos", diz o filho. "Do último sábado para cá, ele já não se alimentava, nem respondia mais a ninguém", acrescentou.

Ele lembra que o pai estava relativamente bem até pouco tempo atrás. "Quando ele teve alta do hospital Quinta D'Or (em junho), ele veio para casa reconhecendo todo mundo, interagindo, falando, comendo", diz.

No sábado, isso mudou. "Ele começou a apagar, não reconhecia mais ninguém, não interagia e parou de comer. Estava só no soro", diz Orlando, afirmando que netos do atror estão viajando para encontrar a família nesse momento de luto.

O ator e dublador morreu ontem, em casa, no Rio, por falência múltipla dos órgãos. Ele ficou de abril a junho internado com quadro grave de infecção urinária. 

Dono de uma das vozes mais icônicas do entretenimento brasileiro, Orlando Drummond marcou várias gerações com o Seu Peru, da Escolhinha do Professor Raimundo, e como responsável por dublagens de personagens como Alf Eteimoso, Gargamel, Scooby-Doo, Popeye e mais.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas