Filme sobre Divaldo Franco é finalizado em Salvador

entretenimento
14.07.2018, 06:30:00
Ghilherme Lobo e o diretor Clóvis Mello trocam impressões sobre a interpretação do médium que dedicou a vida à caridade (Arisson Marinho)

Filme sobre Divaldo Franco é finalizado em Salvador

A história do líder espírita mobilizou as ruas do Centro Histórico na sexta-feira

Uma quietude atípica marcou as ruas do Santo Antônio Além do Carmo no final da tarde de ontem. Ao invés do frenético movimento de carros e pessoas, havia um ir e vir de equipamentos de iluminação e som, câmeras, atores e figurantes caracterizados como se estivessem na década de 40. O período diz respeito justamente a época em que o médium Divaldo Franco deixou Feira de Santana para começar em Salvador um trabalho de solidariedade que inspiraria o filme intitulado provisoriamente de Divaldo.
Baseado no livro da jornalista Ana Landi, Trajetória de Um dos Maiores Médiuns de Todos os Tempos, o filme teve sua última etapa gravada em solo soteropolitano e será finalizado amanhã(15). Além das ruas do Centro Histórico da capital baiana, as gravações contaram com cenários no interior de São Paulo, onde a equipe pôde reconstituir o clima de uma cidade interiorana e a própria capital durante a juventude do líder espírita.
De acordo com o diretor Clóvis Mello, que também escreveu o roteiro do longa, o filme não tem o caráter doutrinário, mas enfoca a vida de um homem que entendeu que sem a caridade e o amor ao próximo não há alternativas para a humanidade. “A história pretende despertar o amor adormecido dentro de cada um através da vida desse ser humano que traz um exemplo digno de ser seguido”, completa Melo.

O ator paulista Ghilherme Lobo precisou treinar a prosódia para perder o sotaque e ganhar a tranquilidade de intrepretar Divaldo (Foto: Arisson Marinho)


Responsável por interpretar Divaldo Franco dos 17 aos 22 anos, o ator paulista Ghilherme Lobo já conhecia o nome do baiano porque vem de uma família espírita, mas que ficou surpreso com a extensão e a importância da obra do médium baiano. Para ele, mais que uma oportunidade profissional, o personagem lhe permitiu ampliar uma iluminação pessoal nunca imaginada. “No livro, há um momento que alguém pergunta a Divaldo quem é Deus e ele responde que Deus é todos e tudo que o desafia a ser melhor. Incorporei essa frase na minha vida e percebi o quanto precisava aproveitar as oportunidades de me tornar alguém melhor”, afirma. 
A gravação do filme Divaldo durou uma semana em Salvador e mobilizou 130 profissionais da área técnica, sendo que apenas 20 deles vieram com equipe original, além de cerca de 90 atores, entre figurantes e o elenco principal que terá Bruno Garcia no papel de Divaldo maduro, a atriz baiana Laila Garin como a mãe do médium, Regiane Alves no papel do espírito de Joanna De Angelis, Marcos Veras como o obsessor. Nove crianças da Mansão do Caminho também atuaram nas gravações. O filme – que destinará 15%  dos lucros para as obras sociais de Divaldo Franco - é uma coprodução entre os estúdios Fox, as produtoras CINE e Estação Luz Filmes. Vale salientar que Clóvis Mello tem uma carreira premiada em publicidade e assinou os documentários “Coração Vagabundo” (premiado nos festivais de Roma e Barcelona), e “jair 30”, em parceria com a gravadora Som Livre (Grupo Globo).

As ruas do Santo Antônio viram uma movimentação estranha para uma sexta-feira à noite em virtude das gravações da parte final do filme sobre Divaldo (Foto: Arisson Marinho)


Além de movimentar o mercado de trabalho local, a gravação de filmes e novelas na capital tem um impacto positivo para economia, segundo o que mostrou um levantamento do Kayak, um dos maiores buscadores de viagem do mundo, que mostrou que a procura pela cidade como destino turístico cresceu 112% nos 50 dias após a estreia da novela Segundo Sol, por exemplo.  A expectativa do presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih-BA), Glicério Lemos, é de que a alta estação registre crescimento no número de hospedagens de 20% em relação ao ano passado. Na verdade, Salvador foi cenário de inúmeras novelas, seriados e filmes, tais como O Pagador de Promessas, Dona Flor e Seus Dois Maridos e Quincas Berro D'Água, Cidade Baixa, Capitães da Areia, Ó, Paí Ó e O Canto da Sereia. 

O filme Divaldo deverá ser lançado em maio de 2019, aproveitando as comemorações de aniversário do líder espírita. 
.