Glória Pires brilha em O Outro Lado do Paraíso

entretenimento
28.01.2018, 06:15:00
Glória Pires (Raquel Cunha/divulgação)

Glória Pires brilha em O Outro Lado do Paraíso

Na novela das nove, ela interpreta Duda, que passa por um momento decisivo. Atriz de 54 anos estreou aos sete na Globo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Ela é a única atriz da TV brasileira que ainda tem menos de 60 anos de idade, mas, ainda assim, pode ser considerada, sem risco de errar, uma dama da TV brasileira, ao lado de outras excepcionais colegas, como Fernanda Montenegro, Irene Ravache e Nathália Timberg, sendo todas pelo  menos 20 anos mais velhas que ela.

Aos 54 anos de idade, Glória Pires acumula quase 50 de carreira, em cerca de 40 produções, entre novelas e séries. Todas na Globo, onde está desde 1970, quando fez algumas participações no humorístico Faça Humor, Não Faça Guerra, aos sete anos.

Mas, mesmo com tanto tempo de carreira, Glória garante que ainda encontra desafios e muita motivação na hora de atuar. Por isso, aceitou o papel de Duda/Elizabeth em O Outro Lado do Paraíso, novela das 21h escrita por Walcyr Carrasco.

Duda, durante o julgamento que a inocentou
(Foto: Raquel Cunha/divulgação)

“Estava dizendo a Mauro Mendonça Filho (diretor da novela) que não tenho lembrança de ter feito uma personagem com tantas reviravoltas. Adoro desafios e aos 54 anos poder fazer algo novo em novela é um presentaço!”, diz a atriz. 

Recordes
O entusiasmo de Glória tem dado resultado e a novela tem alcançado índices recordes de audiência. Na última terça-feira, quando Duda revelou no tribunal toda sua história, a novela alcançou 43 pontos no Ibope. 

A personagem, que é dona de um bordel, contou durante o julgamento que tem duas filhas. Foi também naquela sessão que Adriana (Julia Dalavia) descobriu que estava diante da própria mãe, antes chamada de Elizabeth. A personagem abandonou a família e mudou de  identidade para livrar-se da acusação de ter matado o amante Renan (Marcello Novaes).

No tribunal, foram quase sete minutos de fala ininterrupta de Duda, em que Glória Pires brilhou mais uma vez, com uma atuação na medida certa, sem exageros, como de praxe na carreira dela.

Duda, que no passado foi vítima das tramóias de Jô (Bárbara Paz) e do sogro Natanael (Juca de Oliveira) prepara sua vingança, elemento clássico nas novelas e que pode elevar ainda mais a audiência. “A palavra ‘vingança’ é muito boa para a dramaturgia. Mas acho que fora das novelas é um sentimento muito noviço, destrutivo. Eu não conseguiria viver sob esse signo da perseguição e da vingança”, revela a atriz. 

Conflitos
Glória diz que ainda não sabe nada sobre a vingança que Duda prepara: “Não sei o que Walcyr tem em mente, mas certamente não vai deixar de usar o que puder para prender o público”. A atriz também crê que sua personagem vai adquirir alguma malícia e segurança para se defender dos adversários como Natanael, que já tentou tentou matá-la mais de uma vez. 

A intérprete aposta que a novela continuará quente: “Acho que vêm mais conflitos daqui pra frente, até mesmo com Clara (filha de Duda). Se não, vai perder a graça, né?”. Glória acrescenta que sua personagem sofre demais: “Não é possível, acontece tudo com ela. É um para-raio!”.

Nas ruas, a atriz diz que vem tendo um ótimo retorno dos espectadores e que há muito tempo não escutava as pessoas dizerem com tanta ênfase o quanto a novela está boa. “Encontro gente correndo para casa, para não perder o capítulo e que não consegue esperar o dia seguinte”, diz a atriz.

Glória celebra também o trabalho com Bianca Bin, que intepreta Clara, a outra filha dela: “Adoro Bianca! Adoro o comprometimento dela, o talento, a humildade, a dedicação. Ela dosa tudo muito bem e além disso tem humor, sensibildiade e alegria”.

Como Maria de Fátima, em Vale Tudo, com Regina Duarte
(Foto: divulgação)

Nas redes sociais, a repercussão da novela também é intensa. Mas Glória diz que tenta manter alguma distância da internet: “Às vezes, recebemos influências negativas, então desligo o celular. Se não, fica difícil terminar o dia. Mas ainda estou apredendo a lidar com redes sociais, tentando entender o que devo ou não fazer e aquilo a que devo responder”.

Por outro lado, foi graças à internet que Glória pôde viver um momento que a emocionou recentemente, quando, nas redes sociais, circulou um trecho da novela Vale Tudo (1988), em que ela interpretava a inescrupulosa Maria de Fátima. Na cena, a personagem pedia ao avô, interpretado por Sebastião Vasconcelos, que “livrasse a cara de um amigo”.

“Passei meses recebendo aquela cena em mensagens enviadas por amigos. Fala muito sobre o nosso sistema, a cultura do ‘jeitinho’, o que é aceitável e o que não é. Muito atual!”, diz a atriz. Mas, mesmo com toda vilania, Maria de Fátima é amada e lembrada pelos fãs, garante Glória.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas