Homem amarra ex no carro e arrasta mulher por 50m em SP

brasil
22.02.2022, 23:41:49
(Foto: Reprodução)

Homem amarra ex no carro e arrasta mulher por 50m em SP

Vítima teve uma mangueira de jardinagem presa ao pescoço durante o ataque

Um homem de 43 anos foi preso depois de amarrar a ex-namorada, de 30 anos, no carro e arrastá-la por cerca de 50 metros, em Nipoã, no interior de São Paulo. O crime aconteceu no sábado (12), após ela pedir o fim do relacionamento. O suspeito foi preso cinco dias depois e vai responder por tentativa de feminicídio.

Inconformado com o fim do namoro, o homem imobilizou a mulher e usou uma mangueira de três metros para prender a vítima pelo pescoço no engate do carro. Para a Folha, a mulher contou que achou que iria morrer, já que, quanto mais tentava se soltar, mais se enroscava na mangueira. Enquanto era arrastada, a mangueira partiu e ela conseguiu gritar por socorro. 

O agressor fugiu ao perceber que pessoas se aproximavam para ajudar a mulher. Ela sofreu ferimentos no pescoço, um corte no rosto, fraturou a mão direita e teve diversas escoriações nas pernas e nas costas. Foi socorrida e precisou ficar quatro dias internada no Hospital de Base, em São José do Rio Preto.

Essa não foi a primeira vez que o homem atacou a mulher. Sempre que ela pedia para por um fim no relacionamento era agredida. Ele chegou a ameaçá-la de morte. 

O carro foi localizado e apreendido logo após o crime. Já o homem, só foi preso na última quinta-feira (17) em sua casa, onde a polícia também encontrou drogas e uma balança de precisão. Segundo a Folha, ele não tinha advogado constituído até esta segunda-feira (21) e ficou em silêncio no momento da prisão. Ele vai responder por tentativa de feminicídio e por posse de drogas.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas