Homem explode quintal ao matar baratas com veneno, gasolina e fogo no Paraná

em alta
21.10.2019, 18:30:56

Homem explode quintal ao matar baratas com veneno, gasolina e fogo no Paraná

'Todas elas morreram', comemorou o caminhoneiro, que saiu ileso; veja vídeo

Foto: Reprodução

Dizem que as baratas seriam os únicos animais que sobreviveriam a explosões nucleares. A veracidade sobre a resistência do inseto a estes eventos cataclísmicos nunca foi posta à prova, mas um morador do Paraná garante ter criado uma receita - também bombástica - capaz de deter as malditas.

Os ingredientes usados pelo caminhoneiro Cesar Schmitz são gasolina, veneno em spray e fogo. Como efeito colateral do experimento, o campo de testes - também conhecido como quintal de sua casa - explodiu. "Mas todas as baratas morreram", comemorou o exterminador.

O "cientista de horas vagas" na verdade é um caminhoneiro da cidade de Enéas Marques, no sudoeste do Paraná. As cenas de Cesar utilizando o inseticida explosivo que matou as baratas e levou o quintal junto viralizaram nas redes sociais. Assista.

"Achei uma loucura, mas achei boa a viralização do vídeo porque pode servir de alerta. Eu nunca imaginei que ia dar essa explosão", revelou ao G1.

Incômodo
O problema com as pragas aparentemente era sério na vida do caminhoneiro - no vídeo é possível ver outro inseto andando próximo ao território atacado. Toda vez que chegava em casa, a barata estava em seu quintal. "Eu vou pegar minha bomba pra me defender", pensou ele. Entretanto, a 'bombada' saiu pela culatra. 

“Fiquei pasmo e tremendo por causa do susto”, revelou. Segundo Schmitz, ele jogou veneno em spray na fossa de onde as nojentas saíam para matá-las. Quando o produto acabou, ele jogou gasolina. "Coloquei um pouco de gasolina e comecei a riscar o fósforo”.

Ele afirmou que acredita que o gás metano do veneno em spray com o fogo causou a explosão. O homem e os cachorros, que também estavam no quintal, não se machucaram.

Riscos
Schmitz conta que o dano colateral em seu quintal não estava previsto em seu plano. "Na hora você não pensa e acabou acontecendo. Pode acontecer com qualquer um. Se eu sonhasse que aquilo era perigoso eu jamais ia fazer", contou.

Com a explosão, segundo o caminhoneiro, os canos de um dos banheiros da casa também estourou. O caso aconteceu na sexta-feira (18). Conforme Schmitz, ele conseguiu terminar de limpar tudo apenas nesta segunda-feira (21).

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas