IBGE recebe aval para contratar 209.024 temporários para atuar no Censo 2022

brasil
03.12.2021, 17:21:00
(Arisson Marinho/CORREIO)

IBGE recebe aval para contratar 209.024 temporários para atuar no Censo 2022

Prazo de duração dos contratos será de até um ano, podendo ser prorrogado

O Ministério da Economia autorizou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) a contratar, por tempo determinado, 209.024 profissionais para atuar na realização do Censo Demográfico 2022. A decisão consta de duas portarias publicadas no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira (3).

De acordo com o ato, o prazo de duração dos contratos será de até um ano, podendo ser prorrogado desde que devidamente justificado. O IBGE definirá a remuneração dos profissionais a serem contratados e o prazo para publicação do edital de abertura de inscrições para o processo seletivo simplificado será de até seis meses, contado a partir de hoje, data de publicação das portarias.

Do total de profissionais a serem selecionados, 5.500 são para o cargo de Agente Censitário Municipal; 18.420, para Agente Censitário Supervisor; 183.100 para recenseador; 31, para Coordenador Censitário de Área; 1.781, para Agente Censitário de Administração e Informática; 180, para Agente Censitário de Pesquisa por Telefone; e 12 para Supervisor Censitário de Pesquisas e Codificação.

As despesas com as contratações autorizadas correrão à conta das dotações orçamentárias do IBGE. No entanto, elas ficam condicionadas à declaração do ordenador de despesas responsável quanto à adequação dos novos gastos com a Lei Orçamentária Anual e sua compatibilidade com o Plano Plurianual e com a Lei de Diretrizes Orçamentárias.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas