Jorge Vercillo comemora aniversário de carreira no TCA

entretenimento
07.07.2018, 07:00:00
Atualizado: 07.07.2018, 08:03:24
O cantor e compositor carioca comemora 24 anos de carreira com show em formato especial (Thatiana Moraes/ divulgação)

Jorge Vercillo comemora aniversário de carreira no TCA

Jorge fará apresentação intimista “voz e violão” ao lado do filho Vinicius Vercillo e o percussionista Leo Mucuri

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um clima intimista marca a comemoração dos 24 anos de carreira do cantor e compositor Jorge Vercillo que se apresenta nesse sábado no Teatro Castro Alves acompanhado do filho Vinicius Vercillo e o compositor e percussionista baiano Leo Murici. O trio promete visitar de uma forma diferenciada a obra do cantor. “Para esse show nós escolhemos músicas do meu repertório, grandes sucessos. Optamos por letras e melodias que se adéquam melhor ao formato intimista de ‘voz e violão’ que é a proposta desse show especificamente”, comenta Jorge.

Vercillo diz que o interesse do filho pela música surgiu de modo bem natural. “Ele se interessa de uma forma diferente, é louco por guitarra, por harmonias... canta e compõe sim, mas a cada três anos eu diria que ele vive uma fase no auge de influências de artistas, e capta muita informação. Eu deixo a coisa a acontecer”, completa destacando que uma certa vez, quando gravava ‘A cegueira da visão’, numa parceria com o produtor americano Patrick Leonard, chamou o Vinicius para tocar de improviso. “Ele estava com uma guitarra na mão que era de algum músico e ele já saiu solando muito bem, fazendo frases interessantes e caíram bem na música. Eu e o André Neiva optamos por deixar, então foi a primeira participação nele num disco. É bacana poder acompanhar essa evolução, nossos filhos têm muito a nos ensinar”, completa.

Ao longo dessas duas décadas de trabalho, Vercillo coleciona 15 álbuns, prêmios e hits bem executados nas rádios e nas trilhas sonoras de novela desde os anos 90. Com uma identidade musical versátil, o cantor carioca circula em variados gêneros, como a Bossa Nova, Jazz, Samba, Pop. Além da música, ele tem se dedicado à ficção cientifica, teosofia e ufologia, além da causa ambiental. Casado com a biomédica baiana Martha Suarez, Jorge diz que tem uma relação muito próxima com a Bahia. “Conheço a Chapada Diamantina, fui muitas vezes para lá com a Marta e percebo que lá é um lugar de muitas energias no solo e de uma natureza exuberante. O subsolo contém cristais e pedras semipreciosas, por isso que a Chapada tem tanta energia”, conta. Junto com outros defensores da causa, Vercillo tem a iniciativa de recolher resíduos espalhados nas lagoas, rios e praias por onde passa.

Para esse ano, ele – que já apresentou o programa Compositores Unidos, gravado pelo Canal Brasil, junto com Dudu Falcão - pretende voltar a implementar saraus com vários cantores e compositores em sua casa. A ideia é que partes desses eventos sejam filmadas e transmitidas pela internet. “Estou começando um trabalho novo em que lançarei músicas avulsas na internet, separadamente, singles. Algumas dessas músicas, que canto com outros artistas, farão parte do meu novo álbum”, diz. O projeto começou com Closest Friend, onde o cantor carioca lançou a versão em inglês de Final Feliz nos Estados Unidos. A próxima será a Lei do Retorno, que é um desabafo do cidadão, uma música com tema social e político. “Essa, eu pretendo lançar ainda antes das eleições”, diz, ressaltando que pretende passar o ano todo de 2018 lançando músicas com a participação de outros artistas de estilos diferentes. “A intenção é que eu me veja saindo da minha zona de conforto, saindo do meu estilo particular e peculiar para colocar a minha música para dialogar com outros estilos, e quero fazer isso com o máximo de qualidade possível”, finaliza.

Serviço

“Jorge Vercillo, voz e violão”
Onde: Teatro Castro Alves
Quando: 07/07/18,  21h
Quanto: R$ 150 (inteira) e R$ 75 (meia), das filas A a P
R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia), das filas Q a Z6
R$ 90 (inteira) e R$ 45 (meia), das filas Z7 a Z11
Onde comprar: Ingresso Rápido e Bilheteria do Teatro
Desconto sobre inteira: 20% para assinantes Clube Correio*

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas