Jovem morto no Imbuí recebeu bolsa e ia estudar na Holanda

salvador
01.08.2015, 15:38:00
Atualizado: 01.08.2015, 19:22:28

Jovem morto no Imbuí recebeu bolsa e ia estudar na Holanda

Felipe foi abordado por volta das 2h da madrugada na rua Albert Fiúza, perto do condomínio Summertime

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O jovem Felipe Rauta Cabral, 25 anos, morto na madrugada deste sábado (1º) em um assalto no Imbuí, recebeu em junho uma bolsa para estudar na Holanda. Felipe era formado em Administração e faria MBA no país holandês, para onde viajaria no mês de outubro.

(Foto: Reprodução/Facebook)

Felipe foi aprovado pelo programa de bolsas de estudo Orange Tulip Scholarship para estudar na Nyenrode Business Universiteit, na cidade de Breukelen, na temporada 2015/2016. Administrador, ele trabalhava em uma empresa de transporte e logística.

Felipe foi abordado por volta das 2h da madrugada na rua Albert Fiúza, perto do condomínio Summertime. Ele estava acompanhado de uma jovem amiga, que iria deixar em casa - inicialmente, foi divulgado que os dois seriam namorados.

Dois homens renderam Felipe e a jovem Aymée Francine e acabaram baleando o rapaz no tórax. A garota, que é estudante de jornalismo e trabalha no site Bahia Notícias, foi levada pelos bandidos e abandonada meia hora depois na Estação Pirajá. Os ladrões fugiram com o carro de Felipe, um Hyundai/HB-20 branco. Aymée não ficou ferida.

Felipe não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

O caso é investigado pela 9ª Delegacia (Boca do Rio).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas