Juliana Paes explica drama com tapa-sexo após cenas de nudez: ‘coisa horrorosa’

entretenimento
04.08.2020, 19:15:00
(Foto: Reprodução)

Juliana Paes explica drama com tapa-sexo após cenas de nudez: ‘coisa horrorosa’

Atriz deu detalhes dos bastidores de uma cena do tipo e citou nervosismo; assista

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A atriz Juliana Paes falou sobre o perrengue que é gravar cenas de nudez, que segundo ela sempre gera nervosismo e exige alguns sacrifícios.

Em entrevista ao perfil oficial do Telecine no Instagram, no final de semana passado, a global citou a preparação psicológica e física para esse tipo de cena e classificou como horroroso os recursos que utiliza para cobrir a genitália.

“Às vezes, tem umas cenas, por exemplo, de sexo. Não dá para botar aquele tapa-sexo que aparece a lateral. Aí, a gente cola fita na frente. Entendeu? A gente faz um tapa-sexo que é colar micropore. Faz uma tanga de micropore. É uma coisa horrorosa”, comentou ela, que quando não tem como usar o tapa-sexo, recorre mesmo a esparadrapos.

“Gente, é um problema tirar aquilo. Aí você cola aquele negócio e fica com uma cor diferente da sua pele. Você dá uma maquiada para ficar com a cor no tom da pele. Esse momento de preparação é um horror”, complementou.

Ela também mencionou as preocupações comuns que envolvem a nudez em cena. “Toda vez que você tem que tirar a roupa, sempre tem um frisson, sempre tem aquele nervosinho. ‘Ai, meu Deus, é hoje. Hoje é aquela cena’. Por mais desinibida e tranquila que a atriz seja”, relatou.

Ela citou ainda que a criação numa família em que a nudez não era um tabu ajuda, mas não resolve o problema. “Talvez por ser uma família muito grande, uma casa com muita gente e um banheiro só. Sabe aquela coisa? Entra o pai, você está tomando banho, e sai. Entra a mãe e não importa a idade. Isso já te deixa um pouco mais liberada com a nudez. Com seu próprio corpo”, explicou ela à jornalista Renata Boldrini.

Mesmo com os contratempos, a intérprete de Carolina, em “Totalmente Demais”, que está reprisando na Globo, comentou que na hora do “gravando” está totalmente entregue à personagem. 

Ela mencionou ainda que cenas em que os atores expõem mais o corpo exigem uma dinâmica diferente no estúdio. “Reduz a galera que está no set, bota menos gente. A camareira fica do lado. Cortou a cena, vem a camareira correndo com o roupão e cobre o bumbum da gente (risos). Então, existem esses cuidadinhos. No final das contas, na hora da ‘ação’ e do ‘rodando’, a gente esquece um pouco quem está em volta. E tem que esquecer, senão você não faz”, concluiu. As informações são do Yahoo! Notícias.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas