Menino de 11 anos morre com choque ao usar celular que era carregado

brasil
24.08.2020, 14:13:00
Atualizado: 24.08.2020, 14:15:42
(Reprodução)

Menino de 11 anos morre com choque ao usar celular que era carregado

Ele brincava na varanda em meio a chuva forte em Santarém, no Pará

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O garoto Matheus Macedo Campos, 11 anos, morreu no domingo (23) ao receber uma descarga elétrica enquanto usava um celular que era carregado em casa, em Santarém, no Pará. O garoto chegou a ser socorrido para o Hospital Municipal Doutor Alberto Tolentino Sotelo, mas não resistiu e morreu vítima de uma parada cardiorrespiratória.

O acidente acontece por volta das 14h, nac asa da família. Matheus estava com quatro primos e brincava no celular enquanto o aparelho carregava. Chovia muito na cidade - foram 12 horas registradas de chuva sem parar, com direito a raios, segundo o G1 do Pará.

A avó de Matheus, Maria Raimunda Campos Brito, diz que a situação foi muito rápida. "Eles estavam brincando com os celulares. Foi tudo muito rápido. Deu um curto-circuito, acho que estavam usando um benjamim (adaptador) para carregar os aparelhos na mesma tomada, mas foi só ele que recebeu a descarga", relata.

Matheus e os primos estavam na varanda. O menino estava deitado em cima de uma toalha no chão quando recebeu a descarga elétrica. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas os familiares deram logo socorro ao garoto em um carro particular. No meio do caminho, encontraram a ambulância e Matheus foi transferido para o veículo para já receber os primeiros socorros.

O garoto já tinha sofrido a parada cardiorrespiratória. As manobras de reanimação fizeram o coração voltar a bater. Na chegada ao hospital, ele sofreu nova parada e acabou morrendo, mesmo com tentativas de reanimá-lo.

"Nós estamos inconsoláveis com essa tragédia. Meu neto não voltará mais. Mas que seja exemplo pra muitos que teimam em usar o celular ligado ao carregador", diz a avó.

O uso de equipamentos elétricos molhados ou em locais inundados, ou mesmo estando descalço com o corpo molhado, aumentam risco de choque elétrico, segundo o executivo Danilo Almeida, da distribuitadora Equatorial Pará.

"Nos últimos dias a nossa região tem sido castigada por fortes chuvas, e com elas vêm também descargas atmosféricas que podem representar riscos à segurança e à rede de energia elétrica. A gente reforça que não se deve ligar qualquer aparelho eletrodoméstico às tomadas durante chuvas com raios, chuveiros elétricos também não devem ser usados, cuidado com antenas de Tv no período de formação da chuva. Muito cuidado também com uso de celular conectado à tomada, principalmente se estiver com fone de ouvido", afirma.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas