Messi é usado pelo Barcelona como modelo para nova camisa

esportes
07.09.2020, 18:41:00
Atualizado: 07.09.2020, 18:41:11
Terceira camisa do Barcelona teve Messi como modelo para apresentação (Foto: Barcelona/Divulgação)

Messi é usado pelo Barcelona como modelo para nova camisa

Astro aparece no material de divulgação do terceiro uniforme do clube para temporada 2020/2021

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Apesar de todo clima ruim proporcionado para a permanência de Lionel Messi no Barcelona, o time catalão usou a imagem do craque argentino, nesta segunda-feira (7), para divulgar o lançamento da terceira camisa do time a ser utilizada na temporada 2020/2021.

Com a cor rosa dominante, além da verde, o novo uniforme foi apresentado nas redes sociais do clube espanhol e Messi é um dos atletas que fazem parte do vídeo. A produção parece ser uma montagem.

Ver essa foto no Instagram

???? Oh my ???? ????@leomessi

Uma publicação compartilhada por FC Barcelona (@fcbarcelona) em

Segundo informações do clube, o rosa do céu com o verde azulado do mar são referências ao amanhecer na cidade catalã. As cores também refletiriam a tecnologia usada para a confecção dos equipamentos, com o rosa representando a leveza do tecido, e os verdes indicando uma sensação de frescor.

Messi se reapresentou no CT Joan Gamper nesta segunda-feira (7), para retomar os treinamentos com a equipe, depois de não aparecer durante a última semana. Na sexta-feira, o astro informou aos seus fãs iria cumprir seu contrato com o Barcelona até o fim da temporada, que se encerra em junho de 2021.

Dessa forma, o jogador argentino permanece no clube que o lançou no futebol 16 anos atrás. Seu desejo era deixar o clube juntamente com alguns de seus companheiros após a contratação do técnico holandês Ronald Koeman.

Messi havia enviado um pedido de rescisão oficial ao Barcelona na semana passada, em caráter irrevogável. Mas teve de mudar de opinião ao ser questionado sobre multa rescisória de R$ 4,3 bilhões. O jogador e seu estafe queriam romper o acordo sem qualquer ônus. Mas como seria necessário entrar numa briga jurídica com o clube, o camisa 10 repensou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas