Moradores relatam clarão e estrondo no Sertão de Pernambuco

brasil
16.07.2020, 09:07:53
Atualizado: 16.07.2020, 09:15:13

Moradores relatam clarão e estrondo no Sertão de Pernambuco

Nas redes sociais, relatos são das cidades como Custódia e Sertânia, no Moxotó, e Iguaracy, no Pajeú

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Moradores de cidades do Sertão do Moxotó e do Pajeú, em Pernambuco, relataram, nas redes sociais, que observaram um clarão acompanhado de um forte barulho vindo do céu, na noite desta quinta-feira (15). O fenômeno ainda está sob investigação, mas segundo o astrônomo James Solon, do Grupo de Astronomia de Pernambuco, caso seja confirmada a veracidade do que foi descrito, pode se tratar de um meteoro fireball, que é muito brilhante.

"Preliminarmente, o que eu posso dizer é que, quando se trata de um fenômeno assim, que desperta uma claridade seguida de um estrondo, é um meteoro do tipo fireball, que apresenta uma claridade maior e, se o impacto for realmente próximo de uma área urbana, pode ser ouvido o estampido sônico", explica o astrônomo.

Em meio à confusão do que teria acontecido, imagens de uma queda de avião que na verdade ocorreu no Ceará chegaram a se espalhar como se o acidente fosse em Sertânia.

Meteoro fireball observado em Pernambuco em 2014
Um meteoro fireball foi observado em Pernambuco e nos estados de Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte, também no Nordeste, no dia 15 de outubro de 2014.

O astrônomo presidente da Sociedade Astronômica do Recife (SAR), Everaldo Faustini, explicou que o fenômeno visto foi um bólido, um grande meteoro, provavelmente da constelação de Orion, que atravessou a atmosfera em alta velocidade e entrou em combustão se transformando em uma bola de fogo. "Chuva de meteoros é algo bastante comum nos céus, mas não com o brilho intenso como ocorreu", disse

Na época, a Sociedade Astronômica do Recifefez um post no Facebook pedindo informações a quem porventura tivesse testemunhado a passagem de um "bólido" (fireball/bola de fogo) no céu. Pessoas confirmaram em Boa Viagem, Candeias, Cordeiro, Abreu e Lima, Pau Amarelo e no Centro do Recife."Uma bola flamejante desfragmentando enquanto descia rapidamente em direção ao solo. Um clarão que durou uns cinco segundos. Luz intensa vinda do objeto não identificado. Foi muito bonito", relatou um usuário identificado como Caio Aguiar.

O astrônomo James Solon disse que a queda de meteoros é um fenômeno que ocorre todos os dias, mas geralmente não com toda essa magnitude e que não é possível prever a intensidade com a qual o meteoro irá brilhar. "As estrelas cadentes são, nada mais, que meteoros se desprendendo das constelações, ou se deslocando no espaço", explicou. O astrônomo afirma ainda que alguns meteoros podem chegar a até 10 metros, mas que aquele bólido deveria ter um tamanho pequeno.

As informações são do Jornal do Commercio

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas