Na teia do Aranha: a saga do filme mais misterioso dos heróis

entre
04.12.2021, 11:01:00
(Divulgação)

Na teia do Aranha: a saga do filme mais misterioso dos heróis

Cercado de mistérios, novo filme do Homem-Aranha já bateu recordes antes da estreia

Para onde vamos quando morremos? Existe vida fora da terra? Qual o segredo do universo? Nada disso importa. No mundo nerd, nenhum questionamento humano supera o mais novo mistério dos cinemas: os atores Tobey Maguire e Andrew Garfield estarão no novo filme do Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa? Este questionamento está perto de um desfecho, já que o filme estreia mundialmente no próximo dia 15 de dezembro, apenas para quem adquiriu ingressos para a pré-estreia. Para quem não conseguiu, um outro medo assola suas cabeças de teia: os spoilers, e com toda razão.

Desde quando a Marvel anunciou a produção do terceiro filme do Homem-Aranha estrelado pelo ator Tom Holland, ainda em 2019, os fãs já imaginavam que o filme teria as presenças de Tobey e Andrew, que já atuaram como Peter Parker em filmes anteriores de outras franquias. Desde então, o estúdio da Marvel entrou na dança, mas guardou os segredos do filme com maestria. No início da  pandemia, boa parte dos filmes tiveram data de estreia adiada, menos do Cabeça de Teia. Apenas no dia 16 de novembro deste ano, o estúdio divulgou o primeiro trailer e pôster da trama, com alguns atores que fizeram vilões nas versões anteriores. Os fãs piraram. Para se ter uma ideia, em dois dias de venda para a pré-estreia, o novo Homem-Aranha passou a ser a película que mais vendeu ingressos antecipados na história do país, superando Os Vingadores: Ultimato.

Em quatro dias de pré-venda em Salvador, 70% das sessões dedicadas à pré-estreia foram esgotadas, segundo o site Ingresso.com. Das 76 sessões disponíveis no dia 15 de novembro, apenas 23 ainda possuem assentos disponíveis, mas com um detalhe: somente para horários depois das 22h. O número poderia ser ainda maior, mas o novo filme tem classificação para maiores de 12 anos. A nova geração de fãs vai ficar de fora.  

Aos 26 anos, John Costa conseguiu uma sessão no dia 15, às 19h, no Shopping da Bahia. O cara não consegue dormir pensando no filme. Ele acompanha a história do herói nos cinemas desde 2002, quando Tobey Maguire estrelou na pele de Peter, protagonista de outros dois filmes. Ele, assim como outros fãs, até tem um apelido carinhoso para o herói. Aqui no Brasil o cara se chama Miranha. 

"Falar do ‘Miranha’ é lembrar da minha infância, quando o primeiro filme pude assistir com o meu pai. Depois daquele filme, tudo era do Homem-Aranha. Caderno , caneta, pochete... Saber que este filme pode juntar todos os atores no mesmo filme é muito empolgante. Não vejo a hora", disse Costa, que não nega a decepção caso isto não aconteça. Para John, o Homem-Aranha não é popular apenas no mundo nerd, que ele mesmo diz não pertencer. O fato do personagem cativar tanto é seu jeito humanizado, sem aquela figura quase perfeita de um herói como, por exemplo, o Superman. Os super-poderes não tiram os problemas diários de Peter Parker, como a falta de grana, dilemas na relação, bullying na escola e o fato de ser órfão de pai e mãe.  

“Ele cativa pois, mesmo com todas as dificuldades, ele não desistiu. Poderia ser um vilão pelos traumas que ele tem na vida, mas decidiu ser um herói amigo da vizinhança. Eu fui criado pelos meus pais até uma certa idade, mas depois fui criado por minhas tias. Adivinha quem foi criado pela tia? O próprio Miranha!”, completa o baiano John. 

Um ano mais novo que John e de Maringá, Paraná, Thiago Vieira tem a mesma impressão da figura emblemática do Miranha. “Pra mim é o melhor super-herói que existe, pelo fato de viver problemas que nós vivemos todos os dias. Ele é muito humano e o público se identifica. Ele lida com os problemas dele enquanto tenta ajudar as pessoas. É o amigo da vizinhança”, conta Thiago, que não segura a ansiedade de ver o filme. “Será um filme diferente de tudo o que já vimos. Será a junção de 3 gerações de atores que interpretaram o herói e vilões que assisti quando era criança. Também será mais maduro, mostrando um lado mais adulto do Peter interpretado por Tom Holland”, completa.

Fãs fizeram até pôster com os três atores. Mas só dia 15 para saber! (Foto: Reprodução)

O problema, para os aracnídeos, é o risco de decepção. A Marvel e os atores não afirmam a presença no filme, tampouco negam. Já imaginou tanta expectativa para ver três versões diferentes do mesmo ator, neste caso o Tom Holland? A ausência de Tobey e Andrew pode ser até perigosa.  "Gastei meu dinheirinho suado de estudante, fiquei horas no site para pegar a melhor sessão e estou sem dormir pensando neste filme épico. Se não tiver todos os Miranhas com Tobey, Andrew e Tom, vou sair da sessão gritando feito louca ‘eles não estão no filme, eles não estão no filme! Vou espalhar spoiler pelos quatro cantos", disse Rebeca Cardoso, de 17 anos, sobre sua expectativa (e ameaça). 

Mesmo com o risco, fãs acreditam que a Marvel não vai decepcionar. Gláucia Gourlart descarta qualquer possibilidade de decepção. "Um dia antes da abertura dos ingressos eu nem dormi direito de ansiedade. Foi um custo comprar, demorei mais de um hora pra conseguir, agora a ansiedade é pra chegar dia 15 logo e ver os três Miranhas juntos. Vou ficar desapontada e frustrada se não for assim. Porém, a Marvel provavelmente não vai desapontar os fãs, até porque ela não nega nada sobre o assunto e tem algumas cenas do trailer que dá entender que o Tom não está sozinho", revela a fã. De fato, tem uma cena em que o vilão do filme de 2007 olha para o Homem-Aranha atual e diz: "você não é o Peter". 

O spoiler é um perigo no novo filme do Homem-Aranha. Na pré-estreia, milhares de pessoas vão saber se, de fato, os três atores estarão juntos no filme. Ou não. O vazamento de informação será quase inevitável. Matheus Almeida mora em São Paulo, capital. Ele não conseguiu ingresso para a pré-estreia, mas comprou para o dia seguinte, 16. “Vou ficar desconectado das redes no dia 15, não quero saber de nada, vou me isolar em casa”, resumiu Matheus, que considera spoiler um novo pecado capital. 
 
A saga 
Afinal, como será possível juntar heróis de filmes e diretores diferentes? Os fãs possuem a resposta na ponta da língua. O mais novo filme aborda uma das sagas mais consagradas nos tempos em que o Homem-Aranha era apenas história de revistinha em quadrinhos: o multiverso. Nesta verdadeira novela, um grande lapso faz abrir diversos mundos alternativos, onde outras versões do Homem-Aranha surgem no mesmo lugar. Bingo! Como vilões de outros filmes já foram confirmados, a turma já espera a junção de outras versões do herói e com atores anteriores. 

Para ver as três versões do Homem-Aranha juntos, vale até fazer uma peregrinação. Douglas da Silva mora em Selbach, Rio Grande do Sul. Ele madrugou nos sites para conseguir ingressos da pré-estreia, mas  na cidade de Passo Fundo, a 100 km de seu município. "Sempre fui fã dele, me identifico demais com o herói.  Peter Parker é  humanizado,  qualquer pessoa pode se espelhar. Só vive sem grana, sofre bullying, cheio de problema na cabeça, todo nerd se identifica", explica Douglas, que prefere não pensar numa possível decepção. “Vou pegar mais quase 2 horas de estrada. Não vou pensar nisso”, completa. 

Bom, agora para ter certeza mesmo só na estreia. Aí, a discussão será outra: se o filme dirigido por John Watts, que comandou os primeiros longas da saga protagonizada por Holland (De Volta ao Lar/2017 e Longe de Casa/2019), é legal ou não. Ou se essa boataria se criou sozinha ou foi plantada para incrementar a Fase 4 do Universo Cinematográfico Marvel (MCU). Como diria o tio Ben: “Com grandes poderes vêm grandes responsabilidades”.

Homem-Aranha
Amante da ciência, Peter Parker sempre foi amante da ciência e um nerd de carteirinha. Órfão de pai e mãe, foi criado pelos seus tios, Ben e May Parker. Um belo dia, foi picado por uma aranha radioativa e ganhou super-poderes. Ele resolveu ganhar dinheiro com as habilidades em lutas clandestinas. Vingativo, não evitou um assalto, deixando o bandido ir embora com a grana de um cara que lhe deu calote. Este mesmo assaltante matou seu tio horas depois. Só depois ele virou herói da vizinhança, protegendo Nova York dos vilões. O personagem criado por Stan Lee é o mais popular herói do mundo. Sua primeira aparição foi no quadrinho Amazing Fantasy, em 1962. Seu primeiro filme de sucesso foi em 2002.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas