Não erre: como fazer uma carta de apresentação perfeita nas seleções de emprego

empregos
04.07.2022, 06:00:00
Antes de entregar um currículo, prepare uma carta de apresentação. Especialistas alertam que ela é fundamental. (Shutterstock/reprodução)

Não erre: como fazer uma carta de apresentação perfeita nas seleções de emprego

Aprenda a fazer uma carta de apresentação para encantar recrutadores e apresentar o currículo com eficiência 

Polidez e cortesia são fundamentais na vida, especialmente na hora de conseguir uma vaga de trabalho. Por isso mesmo, no momento de entregar currículo, vale a pena anexar uma carta de apresentação que cumpra o papel de iniciar o relacionamento com o recrutador e que ainda estimule a apreciação das qualidades do profissional para a vaga em questão.

Para facilitar a preparação desse documento, o Correio ouviu especialistas em Recursos Humanos para que a carta esteja adequada e seja eficiente para ajudar a garantir esse espaço no mercado de trabalho. 

Especialista em Gestão Empresarial e professora do Curso de Gestão em Recursos Humanos da Unijorge, Lorene Paixão Sampaio diz que a carta de apresentação não é uma obrigação formal, mas enviar o currículo sem a carta, causa uma má impressão.

A professora Lorene Sampaio defende que o currículo seja acompanhado de uma carta de apresentação redigida de forma objetiva e sem erros de português (Foto: Divulgação)

A sócia da Véli Soluções em RH Margot Azevedo possui uma vasta experiência em criar soluções para pessoas e organizações. Ela esclarece que o texto da carta de apresentação mostra os diferenciais do candidato, explicita os requisitos e o potencial para a vaga ou cargo. “Com apenas uma página, essa carta deve ser escrita de forma objetiva, polida. Lembre-se que um toque de criatividade sempre cai bem”, ensina Margot. 

Destaques

Especialista em Psicologia organizacional e do trabalho, Gestão de Recursos Humanos e Desenvolvimento Humano Aila Cardial destaca que a carta de apresentação deve apresentar alguns aspectos que não constem no currículo e que chamem atenção do recrutador. 

Aila Cardial sugere que a carta de apresentação seja preparada com três parágrafos para não ficar cansativa e não repita as informações presentes no currículo (Foto: Divulgação)

“A carta deve ser composta por uma boa introdução, direcionando à vaga e pessoa específica, com linguagem formal. Seguindo pelo resumo das experiências, habilidades e competências relacionadas ao cargo em questão”, orienta. 

Aila lembra ainda que é interessante apresentar o motivo pelo qual deveria ser contratado e o desejo de trabalhar na empresa, concluindo com agradecimento pela oportunidade e contato pessoal. O ideal é que seja redigida em até 3 parágrafos. 

“Erros gramaticais, linguagem prolixa e informações desnecessárias deixam a carta de apresentação desinteressante, por isso mesmo, fuja disso”, ensina a psicóloga. 

Redação

Lorene Paixão garante que para não errar na carta de apresentação, se deve inicialmente inserir um cabeçalho (dados do profissional), posteriormente se dirigir ao recrutador ou departamento da vaga (Prezado ou prezados...). 

“É importante iniciar o texto com a apresentação (indicando as qualidades, experiências adquiridas e habilidades) e ao final delinear o fechamento (agradecendo e se mostrando disponível para uma entrevista) e a saudação a empresa (Cordialmente ou Respeitosamente)”, ensina a professora. 

Margot Azevedo salienta para o cuidado de que o candidato a vaga não escreva um tratado sobre si mesmo e prefira a discrição e a objetividade (Foto: Acervo pessoal)

Margot pede um cuidado especial para que o candidato não escreva um tratado sobre si mesmo, demostrando uma postura arrogante e prolixa. “Seja objetivo e lembre-se que menos é mais. Use uma fonte discreta, cuide das margens e da formatação geral do documento. Nada de enfeites ou fotos”, finaliza.


Apresentação impecável

1.    Apresente um breve resumo sobre aspectos pessoais e profissionais, focando nos objetivos, principais características e até o motivo para ser contratado;

2.    A carta deve ser composta por uma boa introdução, direcionando ä vaga e pessoa específica, com linguagem formal. Seguindo pelo resumo das experiências, habilidades e competências relacionadas ao cargo em questão;

3.    O ideal é que seja redigida em até 3 parágrafos, numa única página; 

4.    Na hora de redigir a carta, prefira uma ordem lógica de raciocínio. Menos é mais. Quanto mais objetiva, melhor;

5.    Buscar modelos atuais disponíveis, consulte outros profissionais para orientar na elaboração da carta, confira antes de enviar;

6.    Não esqueça os dados pessoais, associe às informações da vaga, seja fiel ao currículo;

7.    Faça uso da objetividade e linguagem adequada; 

8.    Revise tudo no final.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas