Netflix cancela série turca após governo exigir remoção de personagem gay

variedades
21.07.2020, 10:39:00
Özge Özpirincci (Divulgação)

Netflix cancela série turca após governo exigir remoção de personagem gay

Drama 'If Only' teria oito episódios e seria estrelado por Özge Özpirincci

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A Netflix confirmou nesta terça-feira (21) que cancelou a produção de uma série original turca depois que autoridades do governo local do país exigiram a remoção de um personagem gay.

A série "If Only" seria um drama de oito episódios, anunciado pela Netflix em março. A estrela turca Özge Özpirincci iria protagonizar o seriado.

As autoridades se recuseram a liberar a autorização para filmagem por conta de um personagem coadjuvante homossexual, diz a Netflix. Confrontada com a possibilidade de censurar o roteiro, a gigante do streaming preferiu cancelar a série.

É a primeira vez que a Turquia interfere diretamente para censurar uma série da Netflix, diz o The Hollywood Reporter. Séries da empresa com conteúdo LGBTQ como Orange is The New Black e Hollywood são exibidas normalmente no país pela plataforma. Anteriormente, a Netflix tinha negado que cedeu a pressões do governo turco para remover um homossexual de outra série original da Turquia, Love 101, afirmando que nunca houve esse personagem no seriado.

Esse ano, a Turquia já havia ordenado que a Netflix retirasse um episódio do thriller Designated Survivor, alegando que violava as leis do país porque trazia como vilão um personagem que era líder da Turquia (vivido pelo ator Troy Caylak).

Em um comunidado, a Netflix afirmou que continua comprometida a produzir séries na Turquia. "Estamos orgulhosos dos incríveis talentos com os quais trabalhamos.Temos atualmente vários originais turcos em produção - com mais por vir - e estamos ansiosos para compartilhar essas histórias com nossos membros pelo mundo", diz o texto.

A Netflix segue as regulações locais quando se trata de produção de originais. A homossexualidade é legal na Turquia, mas existem leis que tratam de "ofensas contra a moralidade pública" que são usadas contra a comunidade LGBTQ.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas