Novo caso de covid faz Colégio Antônio Vieira suspender aulas presenciais do 9º ano

salvador
16.06.2021, 18:55:45
(Divulgação)

Novo caso de covid faz Colégio Antônio Vieira suspender aulas presenciais do 9º ano

Comunicado enviado aos pais dos alunos informa que estudante confirmou contaminação na terça (15)

O Colégio Antônio Vieira (CAV) de Salvador anunciou, na última terça (15), a contaminação por coronavírus de um aluno de uma das turmas do 9º ano da escola. Seguindo o protocolo, o Vieira suspendeu as aulas presenciais do grupo até o dia 24 de junho.
 
Em um comunicado enviado aos pais dos alunos, a direção da escola informou que as aulas presenciais da turma do aluno contaminado foram suspensas com retorno previsto para o dia 6 de julho.
 
Já as outras turmas do 9º ano, tanto matutino quanto vespertino, permanecerão com aulas remotas até quinta-feira (17), até que sejam divulgados os resultados dos testes dos professores que deram aula no dia 9 de junho para a turma do aluno que testou positivo.
 
Ainda de acordo com o comunicado, caso algum estudante da turma do aluno contaminado tenha irmãos na escola, as crianças devem permanecer com aulas remotas, seguindo o protocolo.
 
A direção da escola pede aos pais que não mandem os alunos para aulas presenciais no caso de algum familiar apresentar sintomas da covid ou tenha tido a doença nos últimos 14 dias. Além disso, a escola reforça que caso algum dos alunos apresente sintomas, a escola seja informada imediatamente para monitoramento de funcionários e colegas.
 
Durante o mês de maio, ao menos quatro casos de covid foram registrados no Ensino Fundamental I do colégio em pouco mais de duas semanas.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas