Novo desafio da web incentiva jovens a comer carne podre para ficar drogado

em alta
26.05.2021, 09:33:02
Atualizado: 26.05.2021, 09:35:08

Novo desafio da web incentiva jovens a comer carne podre para ficar drogado

Praticantes do 'high meat' deixam alimento na geladeira por 2 meses antes de ingeri-lo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Uma nova moda começou a ganhar força em fóruns como o Reddit: comer carne pode para ficar "chapado". A ideia surgiu do sueco Daniel Larsoon, de 27 anos. A prática é considerada muito perigosa por médicos.

A ideia do "High Meat", 'carne chapada' em português, é deixar a carne apodrecer para ficar drogado pela ação de micro-organismos do processo de decomposição.

Os praticantes relatam sensação de euforia após provar o alimento nessas condições.

Nos fóruns, Daniel conta que deixa as carnes de vaca na geladeira por dois meses antes de comer. Durante o processo, ele observa ainda a ação das bactérias sobre o alimento.

Após provar a iguaria, ele relata um efeito similar a "tomar três cervejas" — ignorando os grandes riscos de comer carne nessas condições.

"A carne que como está vencida há um ou dois meses. Surpreendentemente, não cheira tão mal. Dava para ver as colônias de bactérias crescendo", afirmou ele, em entrevista ao tabloide Mirror.

No início, ele era cético quanto às "carnes chapadas", mas foi convencido por um amigo, que comeu carne podre por um ano antes de convencer Daniel.

Como o amigo não passou mal durante o período, Daniel considerou isso uma "evidência empírica" de que a técnica era segura.

"Minha namorada se recusa a tentar. Ela acha nojento. Muitas pessoas que conheço acham uma loucura", afirma ele.

Quando questionado sobre o sabor da carne, Daniel foi direto: "É como comer caranguejo".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas