Ocupação hoteleira em Salvador chega a 87% no feriadão da república

salvador
15.11.2019, 15:00:00
Atualizado: 15.11.2019, 15:39:57

Ocupação hoteleira em Salvador chega a 87% no feriadão da república

Em alguns estabelecimentos, a ocupação passou dos 90%

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

As reservas de hotéis em Salvador chegaram a 87% para o fim de semana, em função do feriado prolongado pela Proclamação da República, nesta sexta-feira (15). De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis na Bahia (Abih-BA), o número é maior do que o ano passado, quando a taxa de ocupação hoteleira foi de 81%. 

Em alguns estabelecimentos, a ocupação passou dos 90%.

“Alguns poucos chegaram a 100%. Esse é o primeiro feriado prolongado propriamente dito que tivemos. Esse ano, muitos feriados foram sábado e domingo, o que prejudica muito a cadeia do turismo”, afirmou o presidente da Abih-BA, Glicério Lemos. 

Na quinta-feira (14), a taxa já estava perto dos 72% segundo a Federação Baiana de Hospedagem e Alimentação (Febha). Já nesta sexta-feira, a previsão era de crescer pouco mais de 15%. 

O presidente da Febha, Silvio Pessoa, atribui o movimento ao fato de ser o último feriado com fim de semana no ano, além de passagens aéreas com preços mais acessíveis. “A economia está numa crescente. A cidade está linda. Moramos em uma cidade que é um paraíso tropical”, disse. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas