Pernambuco dará pensão vitalícia de um salário mínimo a dependentes de mortos pelas chuvas

brasil
03.06.2022, 22:33:27
(Welington Lima/JC Imagem)

Pernambuco dará pensão vitalícia de um salário mínimo a dependentes de mortos pelas chuvas

O anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira (3) pelo governador Paulo Câmara (PSB)

O Governo de Pernambuco dará uma pensão vitalícia de um salário mínimo aos dependentes dos 128 mortos na tragédia das chuvas de maio de 2022. O anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira (3) pelo governador Paulo Câmara (PSB), que também propôs um único auxílio de R$ 1,5 mil aos desabrigados e desalojados no Estado.

Ao todo, serão destinados R$ 123 milhões do tesouro estadual para essas iniciativas, que beneficiarão 82 mil famílias que estão inseridas no cadastro social de vulnerabilidade e foram identificadas nessas condições.

A notícia foi dada na manhã desta sexta-feira (3) em coletiva de imprensa no Palácio do Campo das Princesas, área central do Recife. Na ocasião, também foi decretado luto oficial de três dias em Pernambuco pelas vítimas das chuvas, que deixaram vítimas fatais nas cidades do Recife, Jaboatão dos Guararapes, Olinda e Camaragibe.

Ao todo, são 32 cidades em situação de emergência, que, segundo Câmara, serão acompanhadas pelo governo no trabalho de reconstrução e de apoio aos desabrigados e desalojados. "Esse é um processo que continua, já que as chuvas continuam, e todos nós sabemos da responsabilidade dos entes públicos; não vamos nos omitir. Vamos continuar com o apoio aos municípios, mas vamos iniciar essa etapa às pessoas que sofreram com esse desastre", afirmou o governador.

Questionado se a quantidade de pessoas que serão beneficiadas com o auxílio corresponde à realidade, o chefe do executivo estadual explicou que a projeção foi feita com base no que foi informado pelos municípios. "Eles que farão essa avaliação junto às famílias, enquadrando as pessoas para o recebimento dos R$ 1,5 mil."

"O trabalho agora é de intensificar justamente onde vimos muita vulnerabilidade nessas chuvas extraordinárias, em áreas que não tiveram transtornos em outras chuvas, mas agora tiveram danos. Temos que começar um trabalho que perpassa governos, ter esse olhar de ajudar os municípios a fazer projetos que deem a resolutividade necessária e ajudar na execução de obras", disse.

Previsão de mais chuvas
A previsão da Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac) é que junho seja um mês com chuva acima da média histórica, assim como maio. Sobre a previsão, o governador garantiu que fará um trabalho preventivo para que novos desastres não aconteçam.

"Os prefeitos têm me informado que toda a área da Defesa Civil vai continuar acionada. Nossos Bombeiros e nossa Defesa Civil vão ficar em alerta. Temos que enfrentar esses próximos 60 dias, até o final do período de chuvas, e fazer todo o trabalho necessário."

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas