Plantio de hortas e pomares melhora alimentação escolar

sustentabilidade
12.02.2019, 15:11:34
Atualizado: 12.02.2019, 15:46:31
Na escola municipal Fernando Presídio, em Paripe, a presença de horta e pomar ajudou a estimular o protagonismo juvenil (Danilo Cardoso/Divulgação)

Plantio de hortas e pomares melhora alimentação escolar

Em Salvador, 11 escolas municipais já adotaram a ideia

No início do ano letivo, as escolas municipais de São Paulo passaram a adotar um cardápio sustentável com receitas vegetarianas. A iniciativa foi possível graças a uma parceria com a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) e conta com a ajuda da chefe de cozinha Bela Gil, que colaborou na seleção das comidas. O projeto contempla seis receitas: lentilhas, preparo básico de proteína de soja, e quatro tipos de bolinhos (feijão preto, grão de bico, ervilha partida e de proteína de soja).

Em Salvador, embora não haja um projeto previsto de alimentação vegetariana, a presença de hortas e pomares comunitários está ajudando a melhorar a dieta dos estudantes. Desde setembro de 2017, por exemplo, a escola municipal Fernando Presídio, em Paripe, deu início ao cultivo de uma horta e um pomar.  De acordo com a diretora Cássia Góes, a proposta era melhorar a qualidade da merenda, que passava a contar com acerola, goiaba e pitanga, além de ervas aromáticas que enriquecem de sabor os cardápios. 

A presença de hortas e pomares nas escolas vem se mostrando uma iniciativa eficaz para ajudar a melhorar a qualidade da alimentação dos estudantes (Fotos:Shutterstock Divulgação)


“No entanto, percebemos que além de melhorar a alimentação, a proposta também contribuiu para melhorar o trabalho em matemática, que ganhou um laboratório saboroso para desenvolver os conceitos de massa, peso, medida e temperatura”, afirma a diretora, ressaltando que as ações também ajudaram a trabalhar o protagonismo juvenil dos alunos da instituição. 

O secretário municipal de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência(SECIS), André Fraga, destaca que essas hortas e pomares estão presentes em 11 escolas municipais, mas se depender do poder público, a proposta é a de ampliá-las. “A SECIS disponibiliza as orientações técnicas e os insumos para dar início ao processo, mas é fundamental que as comunidades assumam a responsabilidade de manter a horta e o pomar”, diz.

 
Exemplos paulistas

Com uma postura similar, o ex-Secretário Municipal de Educação, Alexandre Schneider, recentemente demitido ppelo prefeito paulistabno Bruno Covas, defende que esse tipo de política pública permite uma alimentação escolar de mais qualidade, variedade e sustentabilidade ambiental, além de ajudar na educação. “Esse projeto possibilita uma série de aprendizagens aos bebês, crianças, jovens e adultos matriculados”, afirma Schneider.

As escolas públicas paulistas preparam mais de dois milhões de refeições diárias para atender às necessidades nutricionais dos alunos. Uma experiência assim vem sendo conduzida desde o início do ano passado nas escolas municipais de Ilhabela (litoral norte do estado de São Paulo, microrregião de São Sebastião).

Através da compostagem de sobras de alimentos dos refeitórios escolares, podas de jardinagem, folhas secas, grama e serragem, os colégios envolvidos desenvolvem atividades interdisciplinares, em aulas de matemática, química, física, biologia, história, filosofia e artes. A compostagem é o ponto de partida para discussões sobre a problemática dos resíduos na ilha, e reflexões sobre alternativas de desenvolvimento, agricultura urbana, agricultura orgânica, produção de plásticos e alimentação saudável.

A compostagem incentivou o cultivo de hortas, que algumas escolas já tinham. Nas menores, foram criadas hortas em caixotes. No período de 11 meses, foram geradas 58 toneladas de composto - em geral, o composto representa 40% do total do resíduo orgânico colocado para compostar.

“É uma aposta razoável porque houve participação ativa dos pais no projeto, em mutirões de plantio e compostagem e durante eventos de meio ambiente promovidos pela prefeitura e secretarias”, finaliza Claudio Spínola, criador da Morada da Floresta, empresa especializada em soluções ambientais com foco especial em compostagem que atuou em Ilhabela.


 


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/processo-volta-a-andar-apos-1-ano-e-dancarino-da-new-hit-pode-ser-preso/
Acusado não recorreu de última decisão: 'Processo acabou para ele', diz advogado de vítimas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/passageiro-reage-a-assalto-e-mata-suspeito-dentro-de-brt-do-recife-pe/
Motorista tentou socorrer o assaltante, mas não obteve sucesso
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/maisa-e-o-alvo-de-marcelo-tas-no-provocacoes-desta-terca-feira-16/
Ela responde a perguntas sobre temas mais complicados, como as polêmicas com seu patrão, Silvio Santos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/coronel-joao-sa-pelo-menos-190-casas-serao-demolidas-apos-rompimento-de-barragem/
As residências estão no leito do rio e foram condenadas pelo Ministério de Minas e Energia
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ministerio-publico-fara-pericia-em-barragens-de-pedro-alexandre-e-coronel-joao-sa/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/cadeirante-pega-ponga-em-busu-perde-o-controle-e-cai-em-avenida-veja-video/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/padre-marcelo-rossi-sobre-empurrao-fui-salvo-foi-um-milagre/
Sacerdote foi agredido enquanto presidia uma missa no último domingo (14)
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/gravado-em-salvador-dvd-de-luan-santana-sera-lancado-no-globoplay/
Álbum estará disponível na integra no dia 23 de agosto
Ler Mais