Podcast com foco em mulher, arte e tecnologia lança 1ª temporada em abril

tecnologia
08.04.2022, 12:38:00
Gabriela Rocha e VJ Ani Haze (Rafaela Araújo/Divulgação)

Podcast com foco em mulher, arte e tecnologia lança 1ª temporada em abril

Convidadas incluem artistas, professora, galerista, DJ e mais; confira

A primeira temporada do podcast Mostra Elas, batizada de Mostra Elas - Na TEK, será lançada no dia 22 de abril nas principais plataformas de streaming. O projeto tem seis episódios, com edição da produtora Gabriela Rocha, da Giro Planejamento Cultural, e pela VJ Ani Haze. A iniciativa vai trazer encontros entre profissionais de destaque nos campos das artes e tecnologias.

O podcast faz parte das ações desenvolvidas dentro da Mostra Elas, plataforma criada pela empresa baiana Giro Planejamento Cultural. A ideia é dar visibilidade aos trabalhos de realizadoras brasileiras e também discutir o papel das mulheres dentro das indústrias criativas.

Entre as convidadas estão Ana Antar, co-fundadora da ERA Game Studio, empresa que criou o primeiro 'live game' do mundo, e Iana Chan, fundadora do PrograMaria, negócio que busca trazer mais diversidade para área da tecnologia (veja abaixo mais detalhes sobre todas as convidadas). 

“Queremos, através deste projeto, demonstrar o papel fundamental da tecnologia enquanto ferramenta de potencialização das artes e indústrias criativas, a partir das experiências das mulheres nesses segmentos”, explica Gabriela Rocha.

“Temos o intuito de escutar a voz dessas mulheres, suas opiniões e vivências. Promover encontros para fortalecer redes e ocupar novos espaços”, acrescenta Ani Haze. 

O Mostra Elas - Na TEK foi um dos projetos contemplados pelo  Prêmio Riachão – Projetos de Pequeno Porte, da Fundação Gregório de Mattos, Prefeitura Municipal de Salvador, por meio da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, destinado pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

SERVIÇO:  
Podcast Mostra Elas - 1ª temporada: Mostra Elas – Na TEK
Lançamento episódios: 22 a 29 de abril de 2022, nas principais plataformas de streaming
 Realização: Giro Planejamento Cultural em parceria com a VJ Ani Haze
Hosts: Gabriela Rocha e Ani Haze
Convidadas:

Ana Antar(BA): co-fundadora da ERA Game Studio, a empresa criadora do primeiro "Live Game" do Mundo. Desenvolvedora de jogos, diretora de teatro, produtora, gerente de projetos e articuladora cultural. Artivista no combate à desigualdade de gênero e raça, é Produtora Nacional do Women Game Jam, maior game jam com recorte de gênero do mundo. Produtora Nacional do Sheroes in Games, projeto que une diversos países no fomento à inserção de meninas no desenvolvimento de jogos.

biarritzzz (PE): artista transmídia que atua entrelinguagens, traduções e códigos. Uma das primeiras artistas brasileiras expoentes em GIF arte, já expôs nacional e internacionalmente, incluindo a plataforma Satélite (Pivô Arte e Pesquisa), CCSP, A.I.R Gallery, FILE, IMS (Instituto Moreira Salles). . Investiga as infinitas linguagens dessa intersecção, e suas criptografias a partir dos corpos não hegemônicos, como ferramenta de poder.

Brisa Flow (MG/SP): artista transdisciplinar mapurbe marrona que mistura seu rap com cantos ancestrais, jazz, eletrônico e neo/soul. Constrói arte a partir da vivência de seu corpo no mundo, criando caminhos que desprendem das amarras da colonialidade. Sua música é um encontro com as energias da Terra. Desenvolve estéticas artísticas pela prática e pesquisa do canto que tece memórias e futuros originários.

Déborah Zapata (RJ): galerista e produtora executiva da cidade do Rio de Janeiro. Atua como administradora da Galeria Refresco, espaço independente que busca, através de atividades culturais, a inserção de artistas emergentes no circuito de arte contemporânea brasileira. Colabora em projetos audiovisuais tanto independentes quanto publicitários na área executiva e de direção de produção.

Giselle Beiguelman (SP): artista e professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, Brasil. É membro do Laboratório de OUTROS Urbanismos (FAUUSP) e co-coordenadora do GAIA (Grupo de Arte e Inteligência Artificial–INOVA USP). Entre seus trabalhos destacam-se Odiolândia (2017), cobrindo reações online à violência contra grupos vulneráveis no Brasi l; o livro Políticas da imagem: vigilância e resistência na dadosfera (UBU Editora, 2021); e uma investigação em curso sobre a imaginação colonialista em obras de arte do século XX que utiliza recursos de Inteligência Artificial.

Iana Chan (SP): fundadora da PrograMaria, negócio de impacto social com a missão de trazer mais diversidade de gênero para a área da tecnologia e eleita a melhor startup de Impacto Social no Startup Awards. Foi considerada pela revista Wired como uma das 50 pessoas que expandiram a criatividade no Brasil em 2020 e foi eleita Profissional Tech do Ano pelo Prêmio Mulheres Que Transformam 2020.

Laís Machado (BA): artista do corpo, desenvolve projetos autorais nas artes cênicas, performance-arte, instalação, fotografia e audiovisual. Em 2017 fundou com o artista Diego Araúja, a Plataforma ÀRÀKÁ, que tem estabelecido conexões entre artistas experimentais negros diaspóricos e africanos. E em 2018 Idealizou e coordenou o Fórum Obìnrín–Mulheres Negras, Arte Contemporânea e América Latina.

Malka Julieta (SP): artista, DJ, musicista multi-instrumentista e produtora musical com trabalhos expressivos tanto no cenário eletrônico e underground, como também produzindo, colaborando e tocando com grandes artistas da música nacional e internacional. É a fundadora da Trava Bizness, selo musical focado em produções de artistas transexuais que atua no cenário desde 2019. Colabora com artistas como MC Tha, Céu, Badsista, Heavy Baile, além de ter o seu próprio trabalho de composições autorais.

Marília Pasculli (MG/SP): Curadora de arte digital pela produtora Verve Cultural e diretora artística da Cult.Bit Produções Digitais, investiga e projeta plataformas de mídia para exposições de arte digital. Criadora da Galeria de Arte Digital SESI-SP, a maior iniciativa de fachada de mídia da América Latina. Foi curadora de onze exposições de arte digital.

Paula Perissinotto (SP): desde 2000 é Co- fundadora e organizadora e do FILE, Festival Internacional de Linguagem Eletrônica. Em 2020 ingressou como doutoranda na Universidade de São Paulo, Escola de Comunicações e Artes | ECA, em Poéticas Visuais. Membro do Grupo de Pesquisa Realidades licenciado pelo CNPq, liderado pela Profa. Dra. Silvia Laurentiz, que por sua vez, vincula-se formalmente a Escola de Comunicações e Artes e ao Departamento de Artes Visuais, ECA/USP.

Roberta Carvalho (PA): artista visual, multimídia e diretora artística. Desenvolve trabalhos envolvendo o vídeo, a intervenção urbana, a vídeo-projeção, realidades mistas, instalação, audiovisual e projetos interativos. É idealizadora do Festival Amazônia Mapping e coidealizadora do festival MANA e atua como diretora artística e curadora em diversos projetos.

VJ Grazzi (DF/SP): consagrou-se campeã no torneio VJ Torna International 2018 e produziu obras audiovisuais para diversos festivais de video mappings como SSA Mapping, Amazônia Mapping, A.Front, IBIT Mapping, Ibiza Light Festival entre outros. Além de trabalhos com as revistas Vogue Brasil e L'Officiel Brasil, artistas e festivais musicais como Baco Exu do Blues, Luísa Sonza, Anitta, Pabllo Vittar.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas