Polícia identifica sete dos oito mortos na Rocinha nesse sábado

brasil
25.03.2018, 16:22:00
Atualizado: 25.03.2018, 16:28:51
(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

Polícia identifica sete dos oito mortos na Rocinha nesse sábado

As vítimas chegaram a ser levadas para o Hospital Miguel Couto, mas não resistiram

A Delegacia de Homicídios (DH) identificou neste domingo (25) sete dos oito mortos na manhã de sábado (24) na favela da Rocinha, zona sul do Rio, local onde três dias antes havia morrido um policial militar, Felipe Mesquita, e um morador chamado de Marechal.

Segundo testemunhas, ele teria tentado ajudar o policial. As identificações foram feitas pelas digitais das vítimas, informou a DH. São eles: Matheus da Silva Duarte de Oliveira, 18 anos, Osmar Venâncio do Nascimento, 45 anos, Bruno Ferreira Barbosa 24 anos, Júlio Morais de Lima, 22 anos, Hércules de Souza Marques, 26 anos, Magno Marinho de Rezende, 28 anos e Wanderson Teodoro de Souza, 21 anos. As mortes ocorreram após confronto entre policiais do Batalhão de Choque e traficantes.

As vítimas, classificadas como bandidos pela informação policial, o que ainda não foi confirmado, chegaram a ser levadas para o Hospital Miguel Couto, mas não resistiram aos ferimentos. Os policiais militares envolvidos na operação foram ouvidos na DH e tiveram suas armas apreendidas.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas