Prefeituras-bairro começam a vacinar a partir desta terça em Salvador

coronavírus
23.08.2021, 10:17:32
(Mauro Akin Nassor/Arquivo CORREIO)

Prefeituras-bairro começam a vacinar a partir desta terça em Salvador

Veja quem poderá ser imunizado nesses locais

Salvador terá mais pontos de vacinação para acelerar a imunização. As prefeituras-bairro serão pontos de vacina para quem for fazer o cadastramento ou recadastramento do SUS, pré-requisito para garantir a vacina na capital baiana.

A medida será implantada a partir desta terça-feira (24), anunciou o prefeito Bruno Reis. "Com o intuito de facilitar ainda mais esse processo, a partir de amanhã, as prefeituras-bairros, quando a pessoa for fazer o cadastramento, recadastramentou mudança de domicílio, vai poder se vacinar na própria prefeitura-bairro".

De acordo com o prefeito, os imunizantes estarão disponíveis em todas as prefeituras-bairro. "A prefeitura está adotando mais uma medida, é mais um esforço que estamos fazendo para facilitar que pessoas possam se vacinar", disse.

Os atendimentos nas prefeituras-bairro serão realizados exclusivamente por agendamento prévio pelo site. Os interessados deverão apresentar um comprovante de residência atualizado no nome do titular do cartão SUS ou dos pais do mesmo, além de um documento de identificação com foto. Para as pessoas que já possuem cartão SUS vinculados a Salvador, o recadastramento pode ser feito pelo site ou presencialmente nas 155 unidades básicas de saúde da rede municipal.

A medida promete acabar uma antiga dor de cabeça tanto da prefeitura quanto dos usuários que estavam com dificuldade de tomar a vacina por conta de problemas com o recadastramento.

Novas medidas
Bruno afirmou ainda que conversou com técnicos da prefeitura para analisar possíveis medidas que tornassem a vacinação obrigatória, mas nada foi decidido ainda. Por enquanto, a vacinação segue sendo voluntária e ele diz que conta com a conscientização das pessoas.

"Eu refleti muito, até conversei isso sobre isso no fim de semana, se a gente poderia adotar algumas medidas para forçar as pessoas a se vacinarem. Mas eu prefiro ainda apostar no diálogo, no processo que as pessoas tenham compromisso, do que se sintam forçadas para essa ou aquela decisão", concluiu.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas