Preocupado com custos, Cruzeiro anuncia saída de Luxemburgo

esportes
28.12.2021, 14:00:00
Luxemburgo foi demitido do comando técnico do Cruzeiro (Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

Preocupado com custos, Cruzeiro anuncia saída de Luxemburgo

Sob o comando de Ronaldo, clube mineiro vai cortar gastos

Quatro dias após um desabafo de Vanderlei Luxemburgo nas redes sociais, a nova gestão do Cruzeiro anunciou a saída de toda a comissão técnica atual do time. O Comitê de Transição do clube mineiro alegou preocupação com custos para demitir o experiente treinador. O nome do novo técnico ainda não foi definido.

"Para adequar as contas à realidade orçamentária do clube, a diretoria foi orientada a não renovar com a atual comissão técnica. A nova equipe será anunciada nos próximos dias", informou o clube, em comunicado. "O Cruzeiro agradece imensamente a todos os profissionais pelos serviços prestados."

A definição sobre o futuro de Luxemburgo já era aguardado desde sexta, quando o treinador veio a público para cobrar a nova gestão, encabeçada por Ronaldo, que adquiriu 90% da Sociedade Anônima de Futebol (SAF). Em vídeo publicado em seu canal, o treinador reclamou do que chamou de "exposição desnecessária" sobre o seu nome em reportagens que projetam o futuro do time.

"Entendo que existe uma mudança, uma transição. Mas é complicado porque aqui estamos ouvindo que 'Luxemburgo está sendo analisado, avaliado'. Se continua ou não continua, se o trabalho continua e os jogadores contratados vão continuar... Eu sou um profissional do futebol. Acho que essa exposição na mídia, 'se continua ou não', é desnecessária", declarara Luxemburgo.

Junto do treinador, deixam o clube o auxiliar técnico Maurício Copertino, o preparador físico Antônio Mello e o diretor técnico Ricardo Rocha. Todos tinham renovado seus contratos, até 2023, no fim de novembro, com o presidente Sérgio Santos Rodrigues, que comandava o clube antes da chegada de Ronaldo.

Luxemburgo e sua comissão técnica chegaram ao Cruzeiro no início de agosto com a missão de salvar o time de um eventual rebaixamento para a Série C do Campeonato Brasileiro. O treinador alcançou o objetivo, mas a equipe esteve longe de sonhar com o retorno à primeira divisão. Terminou em 14º lugar, com 48 pontos. O treinador encerrou sua terceira passagem pelo time mineiro com oito vitórias, 11 empates e quatro derrotas em 23 jogos na segunda divisão.

De acordo com o Cruzeiro, novos cortes de custos devem gerar mais demissões nos próximos dias. "Desde a instauração de auditoria interna, o Comitê de Transição analisa todas as operações, procedimentos e contratos vigentes a fim de desenvolver uma gestão eficiente da SAF Cruzeiro", disse o clube, no comunicado. "Em paralelo, outros desligamentos no departamento de futebol estão em curso."

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas