Região de Guanambi segue com medidas restritivas mais duras até dia 15

bahia
10.03.2021, 08:11:43
(Foto: Pedro Moraes/GovBA)

Região de Guanambi segue com medidas restritivas mais duras até dia 15

22 municípios terão 'lockdown parcial'

A ciade de Guanambi e outros 21 municípios do sudoeste da Bahia seguirão com medidas restritivas mais duras para tentar frear o contágio e as mortes causadas pela doença. A ação foi anunciada pelo governador Rui Costa nesta terça-feira (9) e será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (10).

"Infelizmente, de modo geral, as mortes ainda não estão diminuindo. Estamos mantendo, há quase 10 dias, uma média de 100 óbitos diários. Estamos conseguindo controlar o crescimento do número de contaminados e, por isso, precisamos seguir com as restrições para esses índices não se agravarem", explicou o governador.

Até as 5h da próxima segunda-feira (15), apenas serviços que são considerados essenciais poderão funcionar nessas cidades. As atividades liberadas estão relacionadas à saúde e comercialização de gêneros alimentícios e feiras livres, além do transporte e do serviço de entrega de medicamentos e demais insumos necessários para manutenção das atividades de saúde. Atos religiosos litúrgicos podem ocorrer, mas com capacidade máxima de lotação de 30%, distanciamento social e uso de máscaras.

As medidas valem para Caculé, Caetité, Candiba, Carinhanha, Feira da Mata, Guanambi, Ibiassucê, Igaporã, Iuiu, Jacaraci, Lagoa Real, Licínio de Almeida, Malhada, Matina, Mortugaba, Palmas de Monte Alto, Pindaí, Riacho de Santana, Rio do Antônio, Sebastião Laranjeiras, Tanque Novo e Urandi.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP), por meio das polícias Militar e Civil, seguirá apoiando as gestões municipais para garantir o cumprimento das medidas restritivas adotadas.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas