'Se eu tivesse medo, estaria na Timbalada até hoje', diz Denny

Vida
14.06.2017, 20:46:00

'Se eu tivesse medo, estaria na Timbalada até hoje', diz Denny

Cantor fala sobre saída do grupo percussivo e conta os planos para a carreira solo

O cantor Denny Denan, 39 anos, lançou oficialmente sua carreira solo em evento para convidados, na noite desta quarta (14), no Museu de Arte Moderna da Bahia, e não se furtou a falar sobre temas como a saída da Timbalada e as dificuldades do mercado da música. “Está ruim para todo mundo, mas se você ficar em casa, bebendo água de coco, nada vai acontecer. Se eu tivesse medo, estaria na Timbalada até hoje, porque é confortável estar lá”, disse o cantor.

Denny garantiu que não saiu brigado do grupo de Carlinhos Brown, do qual fez parte durante 25 anos, e a mudança aconteceu por decisão própria. “Eu realmente tinha desejo de sair, fazer minha carreira. Chega uma hora que você precisa imprimir sua identidade”, justificou o artista que também lançou sua produtora, a Casamata Produções. “Minha saída não foi conturbada. Estou saindo de uma forma bacana, com muito amor. Brown me desejou sorte e disse que está torcendo por mim”, garantiu.

No lançamento da carreira solo, Denny disse que já tem bloco fechado para o Carnaval e ensaios de Verão previstos para novembro ou dezembro (Foto: Genilson Coutinho/Divulgação)


Apesar da expectativa gerada em torno do evento de lançamento, Denny revelou poucos detalhes do que está por vir. Além de mostrar 30 segundos da nova música que será lançada em agosto, um reggaeton gravado no estúdio de Durval Lelys, o artista disse que tem planos de gravar um disco e que já tem bloco fechado para o Carnaval. Denny anunciou, ainda, que vai comandar ensaios de Verão em novembro ou dezembro e que tem quatro shows em agosto e dois em dezembro. Em Salvador, o primeiro show solo ainda não está definido, mas está previsto para agosto em um espaço público.

O artista, que levou consigo alguns músicos da Timbalada, disse que seu som vai continuar sendo percussivo e que vai, sim, continuar cantando a Timbalada. “É orgânico, natural. Ivete Sangalo deixou de cantar Banda Eva?”, comparou. “A Timbalada não vai morrer. Eu não sou maior do que a Timbalada, ela é meu ventre. Desejo vida longa à Timbalada, que formou muito cidadão e é patrimônio”, completou.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas